Profa. Diva Benevides Pinho – o tempo (e suas obras) revisitado

Diva-Pinho-capa-peq1Muitas são as lembranças que nos conectam com nossa saudosa Professora Diva Pinho e todos os que tiveram o privilégio de conhecê-la, mesmo que minimamente, concordarão que sua dedicação aos estudos, seu talento para a arte, seu respeito e gratidão à USP e seu gosto pela vida fizeram dela uma referência em nossa comunidade feana.

Atendendo a um pedido dessa comunidade, a Biblioteca organizou uma exposição no hall de entrada com fotos, quadros e algumas das obras da Profª Diva  presentes em nosso acervo. A exposição terá duração de dois meses e se iniciou no dia 29/04/2016.

Consciente da importância da Biblioteca para a Faculdade e para a USP, ela sempre colaborou com doações de suas obras e projetos de infraestrutura e modernização de nossas instalações. Por isso, apresentamos a lista completa das publicações da Profª Diva Benevides Pinho disponíveis no acervo da Biblioteca FEA (clique aqui para o download da lista de publicações).

Aproveitamos para relembrar a entrevista  feita por este blog em 2012, onde ela conta um pouco de sua trajetória, Diva Benevides Pinho – Uma história de dedicação, hoje relatada em seu último livro lançado em setembro de 2015  “O tempo revisitado: releitura proustiana de 70 anos como estudante e docente da USP” (acesse  a versão digital do livro).

DIVA BENEVIDES PINHO (1925-2016) – Dinâmica filósofa, economista e artista plástica

Este slideshow necessita de JavaScript.

Estudar, educar, trabalhar. Essas não eram obrigações, mas sim as ocupações que mais davam prazer a Diva Benevides Pinho. Brincava com a aposentadoria compulsória alcançada aos 70 anos, chamava-a de “expulsória”.

Nascida em Cajuru (a 298 km de São Paulo), acumulou desde pequena boas notas e prêmios por desempenho em várias escolas. Mudava com frequência por causa do trabalho do pai nas ferrovias.

Aos 17 anos, deixou a casa dos pais e foi para a capital paulista com uma amiga para estudar filosofia. Se apaixonou pelo curso, pela USP e também por Carlos, um veterano que se tornou seu grande companheiro. Ficaram casados por mais de 60 anos, até a morte dele, em 2009.

Tornou-se professora de filosofia da USP, até ser convidada a integrar a FEA (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade) na mesma universidade. Abraçou a economia, defendendo cinco teses e escrevendo mais de 30 livros sobre o tema.

Ao se aposentar, não conseguiu ficar parada e encontrou nas artes plásticas uma nova área a ser explorada. Começou como hobby, mas ela logo se destacou e começou a expor seu trabalho. Logo, estava estudando o mercado da arte e até escreveu um livro sobre o assunto.

Com olhar carinhoso, Diva não tinha problemas em corrigir os outros. Era professora mesmo fora da sala de aula. Apesar de parecer frágil, era forte e determinada, chegando a fundar um instituto voltado a encontros culturais.

Morreu no dia 3, aos 90 anos, após um AVC. Deixa uma afilhada, cunhadas, sobrinhos e muitos alunos.

Biografia escrita por Fernanda Pereira Neves em 25/03/2016  00h00, na coluna Cotidiano – Obituário, da Folha de S. Paulo. Acesse o link da matéria 

Fonte de onde foram retiradas as imagens das pinturas e gravuras:

CUSTÓDIO, Isaías. Palavras, formas e cores: trajetória de Diva Pinho. São Paulo: FIA, 2003. 1 CD-ROM. Localização FEA: CD 467.

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s