Como melhorar a visibilidade da produção acadêmica: tutorial ResearcherID e Minhas Citações do Google Acadêmico

ResearcherID é uma ferramenta criada pela Thomson Reuters para solucionar o problema da ambiguidade do nome do autor dentro da área acadêmica, além disso propicia visibilidade internacional ao pesquisador e seus trabalhos e identifica pesquisadores que possuem linhas de pesquisa similares. Permite, também, construir um perfil de seus trabalhos acadêmicos, visualizar o índice H e o índice de citações bem como o mapa de relacionamento de pesquisadores, instituições, países etc.

Já o Minhas Citações do Google Acadêmico permite a criação de um perfil público (para que ele seja exibido nos resultados do Google Acadêmico) e oferece aos autores uma forma simples de acompanhar as citações de seus artigos. É possível verificar quem cita suas publicações, obter o índice H, visualizar gráficos e métricas de citação.

Outra ferramenta que possibilita a divulgação do pesquisador e de seus trabalhos é o Mendeley (software acadêmico gratuito para gerir, partilhar, anotar, referenciar e citar artigos científicos e textos diversos. Também funciona como uma rede social na qual podem ser criados grupos de pesquisa sobre temas de interesse, ligar-se a outros pesquisadores e interagir com os pares ). Há 4 tutoriais disponíveis sobre o Mendeley no Blog.

O ResearcherID e o Google Acadêmico são gratuitos, para utilizá-los é necessário registrar-se conforme os passos a seguir:

Tutorial ResearcherID

Para downloadtutorial ResearcherID

Conteúdo:

1) Como criar seu perfil no ResearcherID

2) Complete seu perfil no ResearcherID

3) Como adicionar publicações no ResearcherID

3.1) Como adicionar publicações no ResearcherID – Web of Knowledge

3.2) Como adicionar publicações no ResearcherID – EndNote Web

3.3) Como adicionar publicações no ResearcherID – RIS

3.4) Como adicionar publicações no ResearcherID – Google Acadêmico (RIS)

4) Possibilidades do ResearcherID

Tutorial Minhas Citações – Google Acadêmico

Para downloadtutorial Minhas Citações

Conteúdo:

1) Como criar seu perfil no Google Acadêmico

2) Como adicionar publicações no Google Acadêmico

3) Como excluir publicações no Google Acadêmico

4) Como exportar publicações no Google Acadêmico

4.1) Como exportar publicações para o ResearcherID

5) Índices de citações do Google Acadêmico

Além dessas 2 ferramentas, o uso de Twitter, Facebook, LinkedIn e outras redes sociais para a divulgação de informações sobre pesquisas científicas foi defendido pelos participantes de um painel sobre comunicação em ciência na reunião anual da American Association for the Advancement of Science (AAAS), realizada de 14 a 18 de fevereiro em Boston, Estados Unidos.

“Se os cientistas não estão utilizando as mídias sociais, eles simplesmente não estão se comunicando com a maioria da população”, disse uma das palestrantes, Christie Wilcox, do Departamento de Biologia Celular e Molecular da Universidade do Havaí (Fonte: Agência Fapesp).

Com doutorado e pós-doutorado em neurociências, Scicurious salientou que as mídias sociais ajudam a tornar a ciência uma experiência mais próxima do público geral e podem dar aos pesquisadores uma possibilidade de mostrar “sua personalidade fora do laboratório” (Fonte: Agência Fapesp).

Nesse sentido, durante o Simpósio Internacional sobre Rankings Universitários e Impacto Acadêmico na Era do Acesso Aberto, organizado pelo Sistema Integrado de Bibliotecas (SIBi) da USP, em outubro de 2012, foi indicado aos pesquisadores que se cadastrassem no ReseacherID, no Google Acadêmico e nas ferramentas de redes sociais para melhorar sua visibilidade e de suas pesquisas e, assim, contribuir para o crescimento da USP nos rankings universitários.

O que você está esperando?! Aproveite os tutoriais e crie seu perfil!

Veja também: Como criar e iniciar sua biblioteca de pesquisas no Mendeley

Veja também: Como gerir sua biblioteca no Mendeley

Veja também: Como inserir referências e citações por meio do Mendeley

Veja também: Como criar seu perfil e grupos no Mendeley

Como criar seu perfil e grupos no Mendeley

Além das funções de referência e citações o Mendeley funciona também como uma rede social, pois possibilita que o pesquisador crie seu perfil e grupos nas áreas de interesse, compartilhe documentos e troque informações.

Passo a passo:

1) Perfil

 1.1) Ao criar uma conta no Mendeley versão on-line, automaticamente, é disponibilizado seu perfil público e para acessá-lo basta clicar no nome de cadastro (tópico 1). Na opção “View Profile” é possível verificar as informações divulgadas no seu perfil (tópico 2).

1.2) Para adicionar uma foto, acrescentar, apagar ou alterar informações escolha a opção “Edit Profile” (tópico 3) e em cada campo clique em “Edit”.

1.3) Em “Updates” (tópico 4) ficam relacionadas as últimas atualizações e há a opção para apreciar e/ou postar comentários sobre os textos.

2) Criar grupos

 2.1) No Mendeley versão on-line escolha a opção “Create Group” (tópco 1)

2.2) Os grupos podem ser privados ou públicos (tópico 2). Há a opção de deixar o grupo aberto para a participação de interessados (Anyone can join this group) ou ser liberado a partir da aprovação do criador do grupo (Anyone can ask to join this group – tópico 3). Para criá-los é necessário dar um nome e uma descrição para o grupo (tópico 4). Para acrescentar mais informações sobre o grupo clique em “Give this group more details” (tópico 5).

OBS.: Os grupos privados contêm texto integral. Os grupos públicos compartilham apenas as referências e são pagos.

2.3) É possível convidar as pessoas por e-mail (Invite people to join) e/ou por meio das redes sociais (tópico 6), compartilhar textos (Papers – tópico 7), visualizar os membros do grupo (Members – tópico 8), alterar as informações (Settings – tópico 9) e cancelar o grupo (Delete this group – tópico 10).

Veja tutorial atualizado: Mendeley – tutorial atualizado

Veja também: Como criar e iniciar sua biblioteca de pesquisas no Mendeley

Veja também: Como gerir sua biblioteca no Mendeley

Veja também: Como inserir referências e citações por meio do Mendeley

Como inserir referências e citações por meio do Mendeley

ATENÇÃO: Acesse o tutorial atualizado no post “Mendeley – tutorial atualizado

Para inserir citações e referências bibliográficas nos documentos é necessário a instalação do Mendeley no editor de texto do computador.

Passo a passo:

1) No Mendeley, versão desktop, clique em “Tools” e em “Install MS Word Plugin” (tópico 1).

2) Aparecerá uma mensagem avisando se a instalação está correta (tópico 2).

3) Antes de iniciar a utilização é necessário definir a norma bibliográfica. Para isso, clique em “View” e em “Citation Style” (tópico 3) e escolha dentre as opções existentes (tópico 4).

4) Para acrescentar o padrão da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT (norma oficial brasileira para citações e referências) clique em “More Styles…” (tópico 5).

5) Clique em “Get More Styles” e digite “ABNT” no campo de busca (tópico 6), selecione a norma desejada e instale (“Install” ou “Install and Use”- tópico 7).

6)  Abra o Word, clique na opção “Referências” e na aba “Styles” selecione o estilo desejado ou então em “More Styles…” (tópico 8), novamente, para selecionar a ABNT (tópico 9).

7) Para acrescentar os dados da citação vá em “Referência” e clique em “Insert Citation” (tópico 10). Pesquise por autor, título ou ano do documento que foi citado, selecione e dê Ok. (tópico 11).

8) Para acrescentar a referência bibliográfica da citação, selecione “Referência”  e clique em “Insert Bibliography” (tópico 12), aparecerá, automaticamente, a referência da citação.

Apesar do Mendeley oferecer a opção de normalização pela ABNT, a referência bibliográfica apresenta algumas diferenças com a norma vigente, por isso, é necessário fazer alguns ajustes. É aconselhável consultar a norma NBR 6023 – Referências – Elaboração.

As informações das referências e citações que são transferidas para o editor de texto word estão atreladas aos dados existentes em “My Library”, assim é importante eles estarem completos e corretos.

O Mendeley também funciona nos sistemas operacionais Mac e Linux. Já para inserir citações no Google Docs e em outros editores de texto utilize as funções copiar e colar.

Veja tutorial atualizado: Mendeley – tutorial atualizado

Veja também: Como criar e iniciar sua biblioteca de pesquisas no Mendeley

Veja também: Como gerir sua biblioteca no Mendeley

Veja também: Como criar seu perfil e grupos no Mendeley

Como gerir sua biblioteca no Mendeley

ATENÇÃO: Acesse o tutorial atualizado no post “Mendeley – tutorial atualizado

No post anterior ensinamos como criar e iniciar uma biblioteca no Mendeley.

Neste post, mostraremos algumas funcionalidades do Mendeley que ajudam a gerir sua biblioteca e aproveitar as potencialidades do programa.

Algumas Funcionalidades do Mendeley:

1) Web Importer (salva as referências diretamente da internet).

1.1) Para utilizar o Web Importer é necessário instalar o bookmarklet na barra do seu navegador (browser), para isso, vá em “My Library”, na versão on-line do Mendeley e clique em “Web Importer” (tópico 1), arraste o ícone “Import to Mendeley” para o seu navegador ou clique com o botão direito do mouse para salvá-lo na opção favoritos (o procedimento a ser adotado depende do sistema operacional do seu computador) (tópico 2).

1.2) Ao encontrar uma referência de interesse na internet é só clicar no marcador “Import to Mendeley” do seu navegador para que seja salvo na biblioteca do Mendeley (tópico 3). Aparecerá uma caixa para editar e salvar as informações do documento (tópico 4).

2) Organização e edição das informações e conteúdos

2.1) Ao selecionar um documento em “My Library”, na versão desktop (tópico 1), o Mendeley extrai, automaticamente, as informações do documento (tópico 2) e avisa quando as informações precisam de revisão: é possível optar por manter as informações (“Details are Correct”) ou fazer uma nova busca por informações no Google Acadêmico (“Search by Title”) (tópico 3). Por fim, se quiser editar ou preencher os campos, de forma manual, dê um clique no espaço abaixo das opções (Abstracts, Tags, Keywords etc.) ou nas informações existentes para abrir a caixa de edição (tópico 4).

2.1.1) Se possuir o número DOI de um artigo ele preenche automaticamente os campos (tópico 5).

2.2) Para organizar as informações da sua biblioteca é possível filtrar os documentos por autor, palavras-chave, tags e publicações (tópico 6).

2.2.1) Em “My Library” há algumas opções para guardar, organizar e classificar os documentos: ver todos os documentos (“All Documents”), os recentemente adicionados (“Recently Added”), os favoritos (“Favorites”) e minhas publicações (“My Publications”) (tópico 7). Para abrir novas pastas selecione “Create Folder…” e digite um título para a pasta, pode-se criar quantas pastas quiser. (tópico 8).

2.2.2) Clicando nas abas superiores é possível ordenar os documentos por autor (“Authors”), título (“Title”), ano (“Year”), local de publicação (“Published in”), data de cadastro no Mendeley (“Added”), pelos seus favoritos, pelos documentos marcados como lido e pelos que possuem PDF (tópico 9).

2.2.3) Pode-se marcar os documentos como lidos (tópico 10) e os seus favoritos (tópico 11). Para abrir o leitor de PDF integrado clique no ícone do PDF do documento desejado (tópico 12).

2.2.4) Para pesquisar nos seus próprios documentos preencha o campo “Type hear to search” e clique na lupa (tópico 13). Há várias possibilidades de busca: por autor, título, ano etc.

3) Leitor de PDF

3.1) No leitor de PDF da versão desktop, também, é possível fazer a pesquisa no texto integral (tópico 14).

3.2) Pode-se marcar o texto (“Highlights Text” – tópico 15), acrescentar notas (“Add Note” – tópico 16) e visualizá-las na opção “Notes” (tópico 17), selecionar partes do texto para copiá-lo no Word (“Select Text” – tópico 18) entre outras possibilidades.

Veja tutorial atualizado: Mendeley – tutorial atualizado

Veja também: Como criar e iniciar sua biblioteca de pesquisas no Mendeley

Veja também: Como inserir referências e citações por meio do Mendeley

Veja também: Como criar seu perfil e grupos no Mendeley

Como criar e iniciar sua biblioteca de pesquisas no Mendeley

ATENÇÃO: Acesse o tutorial atualizado no post “Mendeley – tutorial atualizado

Que tal uma ferramenta que faz a referência bibliográfica baseado nas normas e insere, automaticamente, as citações no texto?

Essa ferramenta se chama Mendeley e é um software acadêmico gratuito para gerir, partilhar, anotar, referenciar e citar artigos científicos e textos diversos. Além disso, funciona como uma rede social na qual podem ser criados grupos de pesquisas sobre temas de interesse, descobrir tendências de pesquisa, interagir com os pares e ligar-se a outros pesquisadores.

Ele funciona nos sistemas operacionais Windows, Mac e Linux e é possível acessar seus documentos pela Web, por meio de aplicativos instalados no iPhone, iPad ou no próprio desktop no seu computador, através do  download do programa.

A partir desta semana divulgaremos uma série de tutoriais para a utilização do Mendeley. Acompanhem!

Passo a passo Mendeley versão on-line e desktop:

1) Para iniciar sua biblioteca de pesquisas no Mendeley, primeiramente, é necessário se inscrever, gratuitamente, no site; você também pode usar sua identificação do Facebook para acessar o Mendeley (tópico 1).

2) A partir do cadastro, abrirá a tela “Get Mendeley” para o download do Mendeley na área de trabalho do seu computador (desktop – tópico 2). Para instalá-lo é só seguir o passo a passo indicado (tópico 3).

3) Para iniciar sua biblioteca no Mendeley, versão desktop, é possível importar seus documentos do Endnote, Zotero, Refworks e de outras ferramentas similares (tópico 4) e, também, acrescentar documentos em PDF do seu arquivo pessoal ao clicar em “Drag em drop your papers hear” (tópico 5).

4) Para acrescentar, a qualquer hora, novos documentos é só clicar na seta da opção “Add Documents” e em “Add Files…” (Tópico 6). É possível, ainda, adicionar pastas inteiras (“Add Folder”) e importar, automaticamente, seus PDFs (“Watch a Folder”).

5) Também é possível montar sua biblioteca Mendeley, por meio da versão on-line, para isso: clique em “Papers” (tópico 7) para pesquisar autores ou assuntos de interesse (tópico 8) – há, ainda, a opção busca avançada (tópico 9) –, depois, clique em “Save reference to library” para salvar os documentos escolhidos na sua biblioteca do Mendeley (tópico 10).

6) Os documentos selecionados irão aparecer reunidos em “My Library” (tópico 11) na versão on-line do Mendeley. Por meio da opção “View in Mendeley Desktop” (tópico 12) você abre o conteúdo da sua biblioteca on-line na versão desktop.

7) Para acrescentar documentos publicados, de sua autoria, na versão on-line do Mendeley, clique em “Add Document” (tópico 13), escolha onde salvar e o tipo de documento e preencha os campos solicitados (tópico 14). Para adicionar mais informações selecione “Additional Fields” e complete os outros campos (tópico 15).

8) Todos os documentos salvos na biblioteca Mendeley do desktop e na on-line podem ser transferidos e sincronizados para constarem nas duas versões, para isso basta clicar em “Sync Library” (tópico 16) na versão desktop.

Veja tutorial atualizado: Mendeley – tutorial atualizado

Veja também: Como gerir sua biblioteca no Mendeley

Veja também: Como inserir referências e citações por meio do Mendeley

Veja também: Como criar seu perfil e grupos no Mendeley

Renovação e Reserva de Material utilizando o Portal de Busca Integrada

O Portal de Busca Integrada do SIBi/USP é a mais nova ferramenta disponível na Universidade para busca e acesso aos recursos informacionais.

Por meio dele a comunidade universitária tem à disposição uma variedade de recursos em um ambiente leve, moderno e intuitivo, tais como pesquisa simultânea em várias plataformas internas e externas à universidade com resultados relevantes apresentados em uma única interface e opções de refinamento e ordenação. E ainda espaço pessoal para armazenar e gerenciar buscas, entre outras funcionalidades. Tudo isso acessado a partir de uma única caixa de busca.

O Portal de Busca Integrada está disponível a toda a comunidade USP na versão Beta (teste), na qual algumas fontes e funcionalidades ainda não foram ativadas.

As reservas e renovações de material utilizando o Portal dependem da Identificação do usuário no Sistema e estão disponíveis para: alunos, docentes ativos e aposentados que continuam a desempenhar atividades na USP, funcionários e demais pessoas cadastradas nos sistemas administrativos da USP.

A identificação permite o gerenciamento da conta individual e o acesso a um conjunto de ações que estabelecem um perfil de uso e facilitam a pesquisa. É efetuada utilizando o número USP e a senha previamente cadastrada no balcão de atendimento da Biblioteca.

Só é possível realizar reservas de itens indisponíveis e para tal o usuário deve localizar o item desejado utilizando o Portal de Busca Integrada, identificar-se e escolher o campo “solicitação” no menu:

Para renovação de empréstimo e cancelamento de pedidos de reserva, o usuário deverá identificar-se e escolher o campo minha conta.

O tutorial completo para utilização do Portal de Busca Integrada está disponível no endereço: http://citrus.uspnet.usp.br/sibi/AreaTecnica/buscaintegrada/Tutorial_Busca_Integrada.pdf

Como obter o índice h: Google Acadêmico

O Google Acadêmico é uma ferramenta de busca que possibilita a pesquisa em artigos revisados por especialistas (peer-reviewed), teses, livros, resumos e artigos de editoras acadêmicas, organizações profissionais, universidades e outras entidades acadêmicas.

Passo a passo: Google Acadêmico

1) Acesse o Google Acadêmico;

2) Clique em “Minhas citações” (tópico 1 ou tópico 2);

3) Faça o “Login” – preencha e-mail e senha – (tópico 3) ou “Inscreva-se”, caso ainda não possua cadastro no Google (tópico 4);

4) Você será direcionado a “Etapa 1: perfil” na qual é obrigatório preencher o campo “Nome” (tópico 5). Caso queira complete o perfil preenchendo os demais campos (tópico 6) e clique em “Próxima etapa” (tópico 7);

5) Na “Etapa 2: artigos”, para recuperar automaticamente os artigos, preencha o campo “Adicionar artigos” seguindo o formato do exemplo: author:”Joseph Stiglitz” e clique em “Pesquisar grupos de artigos” (tópico 8). É possível pesquisar usando diversas variações do mesmo nome (author: “Stiglitz” ou author: “Joseph Eugene Stiglitz”);

6) Na mesma página aparecerá uma lista de artigos (tópico 9), selecione e adicione os artigos desejados (tópico 10) e vá para a próxima etapa;

7) É possível que a pesquisa não recupere nenhum artigo (tópico 11), se isso acontecer, pesquise por diferentes maneiras (tópico 12) para testar todas as possibilidades (se continuar não recuperando artigos isso significa que não há artigos citados cadastrados no Google Acadêmico) ou clique em “Pular esta etapa” (tópico 13);

8) Na “Etapa 3: atualizações” recomenda-se clicar em “Atualizar automaticamente a lista de artigos do meu perfil” (tópico 14);

9) Aparecerá uma página com o índice de citações, que inclui o índice h  (tópico 15) e uma lista de citações por artigo (tópico 16). É possível publicar o perfil clicando na opção disponível na barra superior (tópico 17).

10) Depois do perfil pronto, por meio da opção “Ações”, é possível adicionar os artigos que não foram recuperados, automaticamente, pelo Google Acadêmico (tópico 18), além de atualizar o perfil, remover, mesclar e exportar os dados dos artigos.

Outras informações: Como obter o levantamento de citações: Google Acadêmico

Veja também: Como obter o índice h e o levantamento de citações: ISI Web of Knowledge
Veja também: Como obter o índice h e o levantamento de citações: SCOPUS
Veja também: Como obter o índice h e o levantamento de citações: SciELO