Como gerir sua biblioteca no Mendeley

ATENÇÃO: Acesse o tutorial atualizado no post “Mendeley – tutorial atualizado

No post anterior ensinamos como criar e iniciar uma biblioteca no Mendeley.

Neste post, mostraremos algumas funcionalidades do Mendeley que ajudam a gerir sua biblioteca e aproveitar as potencialidades do programa.

Algumas Funcionalidades do Mendeley:

1) Web Importer (salva as referências diretamente da internet).

1.1) Para utilizar o Web Importer é necessário instalar o bookmarklet na barra do seu navegador (browser), para isso, vá em “My Library”, na versão on-line do Mendeley e clique em “Web Importer” (tópico 1), arraste o ícone “Import to Mendeley” para o seu navegador ou clique com o botão direito do mouse para salvá-lo na opção favoritos (o procedimento a ser adotado depende do sistema operacional do seu computador) (tópico 2).

1.2) Ao encontrar uma referência de interesse na internet é só clicar no marcador “Import to Mendeley” do seu navegador para que seja salvo na biblioteca do Mendeley (tópico 3). Aparecerá uma caixa para editar e salvar as informações do documento (tópico 4).

2) Organização e edição das informações e conteúdos

2.1) Ao selecionar um documento em “My Library”, na versão desktop (tópico 1), o Mendeley extrai, automaticamente, as informações do documento (tópico 2) e avisa quando as informações precisam de revisão: é possível optar por manter as informações (“Details are Correct”) ou fazer uma nova busca por informações no Google Acadêmico (“Search by Title”) (tópico 3). Por fim, se quiser editar ou preencher os campos, de forma manual, dê um clique no espaço abaixo das opções (Abstracts, Tags, Keywords etc.) ou nas informações existentes para abrir a caixa de edição (tópico 4).

2.1.1) Se possuir o número DOI de um artigo ele preenche automaticamente os campos (tópico 5).

2.2) Para organizar as informações da sua biblioteca é possível filtrar os documentos por autor, palavras-chave, tags e publicações (tópico 6).

2.2.1) Em “My Library” há algumas opções para guardar, organizar e classificar os documentos: ver todos os documentos (“All Documents”), os recentemente adicionados (“Recently Added”), os favoritos (“Favorites”) e minhas publicações (“My Publications”) (tópico 7). Para abrir novas pastas selecione “Create Folder…” e digite um título para a pasta, pode-se criar quantas pastas quiser. (tópico 8).

2.2.2) Clicando nas abas superiores é possível ordenar os documentos por autor (“Authors”), título (“Title”), ano (“Year”), local de publicação (“Published in”), data de cadastro no Mendeley (“Added”), pelos seus favoritos, pelos documentos marcados como lido e pelos que possuem PDF (tópico 9).

2.2.3) Pode-se marcar os documentos como lidos (tópico 10) e os seus favoritos (tópico 11). Para abrir o leitor de PDF integrado clique no ícone do PDF do documento desejado (tópico 12).

2.2.4) Para pesquisar nos seus próprios documentos preencha o campo “Type hear to search” e clique na lupa (tópico 13). Há várias possibilidades de busca: por autor, título, ano etc.

3) Leitor de PDF

3.1) No leitor de PDF da versão desktop, também, é possível fazer a pesquisa no texto integral (tópico 14).

3.2) Pode-se marcar o texto (“Highlights Text” – tópico 15), acrescentar notas (“Add Note” – tópico 16) e visualizá-las na opção “Notes” (tópico 17), selecionar partes do texto para copiá-lo no Word (“Select Text” – tópico 18) entre outras possibilidades.

Veja tutorial atualizado: Mendeley – tutorial atualizado

Veja também: Como criar e iniciar sua biblioteca de pesquisas no Mendeley

Veja também: Como inserir referências e citações por meio do Mendeley

Veja também: Como criar seu perfil e grupos no Mendeley

Como criar e iniciar sua biblioteca de pesquisas no Mendeley

ATENÇÃO: Acesse o tutorial atualizado no post “Mendeley – tutorial atualizado

Que tal uma ferramenta que faz a referência bibliográfica baseado nas normas e insere, automaticamente, as citações no texto?

Essa ferramenta se chama Mendeley e é um software acadêmico gratuito para gerir, partilhar, anotar, referenciar e citar artigos científicos e textos diversos. Além disso, funciona como uma rede social na qual podem ser criados grupos de pesquisas sobre temas de interesse, descobrir tendências de pesquisa, interagir com os pares e ligar-se a outros pesquisadores.

Ele funciona nos sistemas operacionais Windows, Mac e Linux e é possível acessar seus documentos pela Web, por meio de aplicativos instalados no iPhone, iPad ou no próprio desktop no seu computador, através do  download do programa.

A partir desta semana divulgaremos uma série de tutoriais para a utilização do Mendeley. Acompanhem!

Passo a passo Mendeley versão on-line e desktop:

1) Para iniciar sua biblioteca de pesquisas no Mendeley, primeiramente, é necessário se inscrever, gratuitamente, no site; você também pode usar sua identificação do Facebook para acessar o Mendeley (tópico 1).

2) A partir do cadastro, abrirá a tela “Get Mendeley” para o download do Mendeley na área de trabalho do seu computador (desktop – tópico 2). Para instalá-lo é só seguir o passo a passo indicado (tópico 3).

3) Para iniciar sua biblioteca no Mendeley, versão desktop, é possível importar seus documentos do Endnote, Zotero, Refworks e de outras ferramentas similares (tópico 4) e, também, acrescentar documentos em PDF do seu arquivo pessoal ao clicar em “Drag em drop your papers hear” (tópico 5).

4) Para acrescentar, a qualquer hora, novos documentos é só clicar na seta da opção “Add Documents” e em “Add Files…” (Tópico 6). É possível, ainda, adicionar pastas inteiras (“Add Folder”) e importar, automaticamente, seus PDFs (“Watch a Folder”).

5) Também é possível montar sua biblioteca Mendeley, por meio da versão on-line, para isso: clique em “Papers” (tópico 7) para pesquisar autores ou assuntos de interesse (tópico 8) – há, ainda, a opção busca avançada (tópico 9) –, depois, clique em “Save reference to library” para salvar os documentos escolhidos na sua biblioteca do Mendeley (tópico 10).

6) Os documentos selecionados irão aparecer reunidos em “My Library” (tópico 11) na versão on-line do Mendeley. Por meio da opção “View in Mendeley Desktop” (tópico 12) você abre o conteúdo da sua biblioteca on-line na versão desktop.

7) Para acrescentar documentos publicados, de sua autoria, na versão on-line do Mendeley, clique em “Add Document” (tópico 13), escolha onde salvar e o tipo de documento e preencha os campos solicitados (tópico 14). Para adicionar mais informações selecione “Additional Fields” e complete os outros campos (tópico 15).

8) Todos os documentos salvos na biblioteca Mendeley do desktop e na on-line podem ser transferidos e sincronizados para constarem nas duas versões, para isso basta clicar em “Sync Library” (tópico 16) na versão desktop.

Veja tutorial atualizado: Mendeley – tutorial atualizado

Veja também: Como gerir sua biblioteca no Mendeley

Veja também: Como inserir referências e citações por meio do Mendeley

Veja também: Como criar seu perfil e grupos no Mendeley

Renovação e Reserva de Material utilizando o Portal de Busca Integrada

O Portal de Busca Integrada do SIBi/USP é a mais nova ferramenta disponível na Universidade para busca e acesso aos recursos informacionais.

Por meio dele a comunidade universitária tem à disposição uma variedade de recursos em um ambiente leve, moderno e intuitivo, tais como pesquisa simultânea em várias plataformas internas e externas à universidade com resultados relevantes apresentados em uma única interface e opções de refinamento e ordenação. E ainda espaço pessoal para armazenar e gerenciar buscas, entre outras funcionalidades. Tudo isso acessado a partir de uma única caixa de busca.

O Portal de Busca Integrada está disponível a toda a comunidade USP na versão Beta (teste), na qual algumas fontes e funcionalidades ainda não foram ativadas.

As reservas e renovações de material utilizando o Portal dependem da Identificação do usuário no Sistema e estão disponíveis para: alunos, docentes ativos e aposentados que continuam a desempenhar atividades na USP, funcionários e demais pessoas cadastradas nos sistemas administrativos da USP.

A identificação permite o gerenciamento da conta individual e o acesso a um conjunto de ações que estabelecem um perfil de uso e facilitam a pesquisa. É efetuada utilizando o número USP e a senha previamente cadastrada no balcão de atendimento da Biblioteca.

Só é possível realizar reservas de itens indisponíveis e para tal o usuário deve localizar o item desejado utilizando o Portal de Busca Integrada, identificar-se e escolher o campo “solicitação” no menu:

Para renovação de empréstimo e cancelamento de pedidos de reserva, o usuário deverá identificar-se e escolher o campo minha conta.

O tutorial completo para utilização do Portal de Busca Integrada está disponível no endereço: http://citrus.uspnet.usp.br/sibi/AreaTecnica/buscaintegrada/Tutorial_Busca_Integrada.pdf

Como obter o índice h: Google Acadêmico

O Google Acadêmico é uma ferramenta de busca que possibilita a pesquisa em artigos revisados por especialistas (peer-reviewed), teses, livros, resumos e artigos de editoras acadêmicas, organizações profissionais, universidades e outras entidades acadêmicas.

Passo a passo: Google Acadêmico

1) Acesse o Google Acadêmico;

2) Clique em “Minhas citações” (tópico 1 ou tópico 2);

3) Faça o “Login” – preencha e-mail e senha – (tópico 3) ou “Inscreva-se”, caso ainda não possua cadastro no Google (tópico 4);

4) Você será direcionado a “Etapa 1: perfil” na qual é obrigatório preencher o campo “Nome” (tópico 5). Caso queira complete o perfil preenchendo os demais campos (tópico 6) e clique em “Próxima etapa” (tópico 7);

5) Na “Etapa 2: artigos”, para recuperar automaticamente os artigos, preencha o campo “Adicionar artigos” seguindo o formato do exemplo: author:”Joseph Stiglitz” e clique em “Pesquisar grupos de artigos” (tópico 8). É possível pesquisar usando diversas variações do mesmo nome (author: “Stiglitz” ou author: “Joseph Eugene Stiglitz”);

6) Na mesma página aparecerá uma lista de artigos (tópico 9), selecione e adicione os artigos desejados (tópico 10) e vá para a próxima etapa;

7) É possível que a pesquisa não recupere nenhum artigo (tópico 11), se isso acontecer, pesquise por diferentes maneiras (tópico 12) para testar todas as possibilidades (se continuar não recuperando artigos isso significa que não há artigos citados cadastrados no Google Acadêmico) ou clique em “Pular esta etapa” (tópico 13);

8) Na “Etapa 3: atualizações” recomenda-se clicar em “Atualizar automaticamente a lista de artigos do meu perfil” (tópico 14);

9) Aparecerá uma página com o índice de citações, que inclui o índice h  (tópico 15) e uma lista de citações por artigo (tópico 16). É possível publicar o perfil clicando na opção disponível na barra superior (tópico 17).

10) Depois do perfil pronto, por meio da opção “Ações”, é possível adicionar os artigos que não foram recuperados, automaticamente, pelo Google Acadêmico (tópico 18), além de atualizar o perfil, remover, mesclar e exportar os dados dos artigos.

Outras informações: Como obter o levantamento de citações: Google Acadêmico

Veja também: Como obter o índice h e o levantamento de citações: ISI Web of Knowledge
Veja também: Como obter o índice h e o levantamento de citações: SCOPUS
Veja também: Como obter o índice h e o levantamento de citações: SciELO

Treinamento para uso do site www.comdinheiro.com.br

O site www.comdinheiro.com.br foi concebido, primordialmente, para ser um centro de consulta para professores e estudantes de finanças, economia e contabilidade. Idealizado e coordenado pelo Prof. Dr. Rafael Paschoarelli Veiga, do Departamento de Administração da FEAUSP, tem por objetivo fornecer as mais avançadas ferramentas financeiras. Mais de 95% das ferramentas disponíveis são gratuitas e a partir de um registro simples o usuário passa a ter acesso a funcionalidades exclusivas que lhe permitirão realizar cálculos e simulações.

O Prof. Rafael Paschoarelli Veiga é graduado pela POLI/USP/Elétrica, especialista em Administração pela EAESP/FGV, mestrado e doutorado pela FEAUSP. Atua como professor na área de finanças do Departamento de Administração da FEAUSP e do INSPER.

O Blog bibliotecafea.com convidou o Professor para falar sobre o site. Gentilmente nosso convite foi aceito e o Professor se propôs, ainda, a oferecer um treinamento aqui na FEA. Leia nossa conversa e inscreva-se para o treinamento.

1)Como surgiu essa ideia? Qual o diferencial do site em comparação com as outras ferramentas disponíveis no mercado?
A ideia do site surgiu porque os alunos não dispunham de uma base de dados de altíssimo nível que fosse gratuita para realizarem seus estudos. As bases disponíveis no mercado são caras. O site oferece ferramentas até mais completas do que as bases pagas e quase que totalmente gratuito. A pequena parcela cobrada também pode ser negociada desde que comprovado o uso acadêmico dos dados. Para quem quer estudar contabilidade criamos uma ferramenta completa, sem restrição de acesso e com versão para iPhone. Informações como balanços de empresas, notas explicativas das demonstrações financeiras, comentários dos administradores, dados históricos das empresas, etc podem ser consultados e transportados automaticamente para o Excel.

2)Um leigo é capaz de entender e utilizar as ferramentas dispostas no site?
Não. Na verdade o leigo não vai conseguir interpretar as informações. O site é voltado, mesmo, para estudantes da área ou profissionais.

3)Hoje se fala muito de planilha de controle financeiro, de aplicações, previdências etc . Você sente que o mundo, por ter um maior acesso à informação, tende a se preocupar mais com esse assunto? Esse conhecimento garante uma velhice com dinheiro?
Não, não garante. Porque é um conhecimento superficial e esse verniz não será suficiente para garantir esse futuro. Para que isso aconteça será necessário aprofundar o conhecimento, caso contrário não haverá espírito crítico para a tomada certa de decisão. A falsa impressão do conhecimento atrapalha. Se a pretensão é conhecer uma coisa tem de estudar sobre ela para não ser facilmente iludido.

O treinamento para utilização do site www.comdinheiro.com.br será realizado no dia 09/12/11, às 9 horas, na sala 307, 3º andar do prédio FEA5. Para a inscrição basta encaminhar o nome, número USP e e-mail para os endereços: bibfeainformativo@usp.br e bibfea.atend@usp.br.

Como obter o levantamento de citações: Google Acadêmico

O Google Acadêmico é uma ferramenta de busca que possibilita a pesquisa em artigos revisados por especialistas (peer-rewiewed), teses, livros, resumos e artigos de editoras acadêmicas, organizações profissionais, universidades e outras entidades acadêmicas.

Passo a passo: Google Acadêmico

1) Acesse o Google Acadêmico (http://scholar.google.com.br/);

2) Digite o nome completo do pesquisador (tópico 1) e clique em pesquisar (tópico 2);

3) Abrirá uma página com a relação dos trabalhos publicados. É possível verificar o número total de citações por trabalho (tópico 3) e ao clicar no “Citado por” obter uma lista com a(s) referência(s) das publicações que o citaram.

Outras informações: Como obter o índice h: Google Acadêmico

Veja também: Como obter o índice h e o levantamento de citações: ISI Web of Knowledge
Veja também: Como obter o índice h e o levantamento de citações: SCOPUS
Veja também: Como obter o índice h e o levantamento de citações: SciELO

Como obter o índice h e o levantamento de citações: SciELO

SciELO é uma base de dados de acesso aberto.

O índice h, ou h-index, é uma proposta para quantificar a produtividade e o impacto de pesquisas individuais ou em grupos baseando-se nos artigos (papers) mais citados. Por exemplo, um pesquisador com h=5 tem 5 artigos publicados que receberam 5 ou mais citações.

Passo a passo: SciELO

1) Acesse o endereço: http://www.scielo.br

2) Se a página abrir em outro idioma clique em português (tópico 1) e depois em “pesquisa de artigo” (tópico 2);

3) Faça a pesquisa por autor, adicionando, ao formulário,  as variações do nome se necessário (tópicos 3, 4 e 5);

3) Visualizar a relação dos trabalhos publicados no SciELO. Em cada artigo clicar em “texto em português” para ter acesso ao artigo completo e obter o número de citações por artigo (tópico 6);

4) Clicar na seta “Indicadores” (tópico 7) e depois em “Citado por SciELO” (se não for possível acessar o link é porque  não existem citações para o artigo) (tópico 8);

5) Aparecerá uma lista com a(s) referência(s) dos artigos que citaram o trabalho (tópico 9).

No SciELO não há opção índice h por isso é necessário fazer o levantamento de forma manual. No exemplo dado abaixo (Celso Furtado), o pesquisador possui as seguintes quantidades de trabalhos e citações publicadas no SciELO:

Ano Artigos Citações
2003 1 3
2000 1 1
1992 1 0
1990 1 0

O índice h será igual ou maior ao número em que as linhas se cruzam. Por isso, neste caso o índice h = 1. O pesquisador tem pelo menos um trabalho publicado no SciELO com uma ou mais citações.

Veja também: Como obter o índice h e o levantamento de citações: ISI Web of Knowledge
Veja também: Como obter o índice h e o levantamento de citações: SCOPUS
Veja também: Como obter o levantamento de citações: Google Acadêmico
Veja também: Como obter o índice h: Google Acadêmico