Tabela e quadro: diferenças

As tabelas e os quadros facilitam a compreensão do fenômeno em estudo, uma vez que apresentam os dados de modo resumido, oferecendo uma visão geral do conteúdo em questão.

A tabela segue a norma NBR 14724:2011 subitem 5.9, que por sua vez, remete as Normas de Apresentação Tabular do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE (1993). Já o quadro é citado no subitem 5.8 da NBR 14724:2011 como uma das categorias de ilustrações.

A principal diferença entre ambas está relacionada ao conteúdo e a formatação. Segundo as Normas de Apresentação Tabular (p.  7), a informação central de uma tabela é o dado numérico. Todos os outros elementos que a compõem têm a função de complementá-la e explicá-la. Por sua vez, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), não específica o tipo de conteúdo a ser incluído em um quadro.

Com relação a formatação, a tabela apresenta os seguintes elementos: título, cabeçalho, conteúdo, fonte e, se necessário, nota(s) explicativa(s) (geral e/ou específica). É dividida por o mínimo possível de linhas na horizontal e as bordas  laterais não podem ser fechadas. Já o quadro, embora siga especificações semelhantes  (título, fonte, legenda, nota(s) e outras informações necessárias), terá suas laterais fechadas e sem limite de linhas horizontais.

Exemplo de tabela:

Modelo de tabela

Exemplo de quadro:

Modelo de quadro

No caso de tabelas extensas, que ocupem mais de uma folha, deve-se acrescentar o termo “(continua)” no início da primeira folha após o título. Nas folhas seguintes insere-se novamente o título da tabela e o termo “(continuação)” e  na última folha insere-se o termo “(conclusão)”.

Se uma tabela ultrapassar a dimensão da página em número de linhas e tiver poucas colunas, pode ter o centro apresentado em duas ou mais partes, lado a lado, na mesma página separando-se as partes por um traço vertical duplo e repetindo-se o cabeçalho.

Sugere-se que se siga as mesmas indicações para os quadros.

Exemplo:

Normas para Elaboração de Trabalhos Acadêmicos (teses, dissertações e outros)

Um trabalho científico precisa ser elaborado dentro das normas específicas. Recomenda-se consultar a biblioteca da instituição ou o site do editor para verificação da norma adotada.  O portal SIBiNet criou um manual de diretrizes com modelos detalhados. Consulte: ABNT, APA, ISO, Vancouver. Das diversas normas disponíveis consideramos imprescindíveis as de Apresentação de Trabalhos Acadêmicos, de Citações e de Referências.

O conjunto completo de normas sobre informação e documentação da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT está disponível, para consulta, no balcão da Biblioteca FEAUSP.

Principais Normas da ABNT para elaboração de trabalhos acadêmicos:

NBR 6022 – Artigo em publicação periódica científica impressa – Apresentação

NBR 6023 – Referências – Elaboração

NBR 6024 – Numeração progressiva das seções de um documento – Apresentação

NBR 6027 – Sumário – Apresentação

NBR 6028 – Resumos- Apresentação

NBR 6032 – Abreviação de títulos de periódicos e publicações seriadas

NBR 6033 – Ordem alfabética

NBR 6034 – Índice – Apresentação

NBR 10520 – Citações em documentos – Apresentação

NBR 10719 – Apresentação de relatórios técnico-científicos

NBR 14724 – Trabalhos acadêmicos – Apresentação