Testosterona Rex: mitos de sexo, ciência e sociedade

Nesse premiado livro, Cordelia Fine denuncia a ideia de que a distinção entre os sexos seria o resultado de uma disparidade evolutiva que teria moldado dois cérebros biologicamente distintos: o masculino e o feminino. Segundo esse mito arraigado no discurso científico, enquanto mulheres seriam maternais e avessas ao risco, homens seriam orientados para atrair o maior número de parceiras, otimizando a perpetuação de seu material genético.
De forma rigorosa e bem-humorada, Fine demonstra que o sexo é apenas um dos muitos fatores que se combinam de forma dinâmica para dar origem ao comportamento de cada indivíduo.
Com isso, expõe um conceito que, uma vez apreendido, torna-se difícil de esquecer: Testosterona Rex, afirma a autora, é aquela velha certeza de que a diferença de comportamento entre homens e mulheres tem origem na evolução biológica da espécie, uma certeza que “deturpa nosso passado, presente e futuro; orienta incorretamente a pesquisa científica e reforça o status quo de desigualdade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s