Conservação e preservação do acervo – higienização dos periódicos

Dando prosseguimento a política de manutenção do acervo, em especial ao serviço de conservação e preservação, foi contratada a empresa José Cristian Vaz – ME para realizar a higienização dos periódicos.

As profissionais trabalham usando máscaras, toucas, luvas e jalecos para entrar em contato com as obras, folheiam, retirando objetos esquecidos dentro, como por exemplo, clips de papel ou marcador de página. Tem a sua disposição produtos específicos e escovas para retirar a poeira acumulada, além de aspirar o pó das prateleiras, conforme podem acompanhar nas fotos abaixo.

A equipe da biblioteca FEA segue trabalhando para melhor atender seu público. Um acervo com manutenção adequada garante ao estudante um espaço eficiente de estudos e pesquisas.

Desejamos um ótimo retorno ao segundo semestre de 2017.

 

Conservação e preservação do acervo – uma preocupação constante

As políticas de preservação e conservação de acervo são importantes  para manutenção de uma Biblioteca ativa e completa. O acervo físico está sujeito, diariamente, a agressões de agentes que podem danificá-lo. Desde a manipulação dos itens até sua exposição ao calor, à umidade ou a luminosidade excessivas, tudo pode contribuir para a deterioração do material e, consequentemente, sua retirada da coleção para restauro ou até o seu descarte. São muitas as técnicas empregadas para a restauração dos livros condenados por desgaste, porém todas custam caro e apesar da destinação de verbas anuais para essa finalidade, os recursos disponíveis não são capazes de cobrir toda a necessidade de restauração de um acervo do porte da Biblioteca FEA. Além disso, um livro enviado para encadernação externa pode demorar meses para retornar à estante, provocando uma indisponibilidade indesejada no acervo.

Oficina de Encadernação e Pequenos Reparos
Oficina de Encadernação e Pequenos Reparos

Entendendo que é melhor preservar do que recuperar, a Biblioteca FEA vem investindo em uma política de preservação e conservação que prolongue a vida útil de cada item. Esse projeto começou com a implantação da “Oficina de Encadernação e Pequenos Reparos” que conta com a funcionária Márcia Gomes Novo de Martin, especialmente treinada em vários cursos de encadernação e restauro de papel, incumbida de realizar a colagem de capas e lombadas, costuras, reposição de páginas etc, respeitando as técnicas específicas para cada caso, antes que os prejuízos impliquem na necessidade de uma maior intervenção. Em apenas alguns meses de funcionamento já é possível constatar a diferença que o trabalho desenvolvido trouxe para a nossa realidade, um socorro eficiente que devolve o livro para a circulação em menos tempo e com menor custo. A poeira, outro inimigo natural dos livros, também é uma preocupação. Para realizar a higienização do acervo contamos com o trabalho temporário da Luana Silva Rosa que, periodicamente, retira os livros das estantes, limpando item por item, diminuindo a possibilidade de infestação de insetos e  fungos.

O bom estado do acervo depende da ação conjunta de todos, alguns cuidados básicos contribuirão para prolongar sua vida útil, preservando assim, não só a informação, mas, sobretudo, a estrutura física das obras: – Tenha as mãos limpas ao manusear os livros, resíduos danificam o papel; – Mantenha alimentos e bebidas longe dos livros; – Não faça anotações, não grife e nem apoie os braços nos livros; – Não utilize clips como marcador de página; – Não cole fitas adesivas, nem coloque elástico para segurar páginas soltas.