[Dicas de leitura] Dívida Pública

As dicas de leitura que trazemos hoje são a respeito da dívida pública: o que é? Qual seu histórico? Qual seu papel na economia brasileira?

Para responder a essas e a outras questões, trouxemos algumas das obras que temos em nosso acervo. Além desses livros, dispomos ainda de trabalhos acadêmicos (TCCs, teses e dissertações) a respeito desse tema.

Tem mais sugestões de leituras sobre a dívida pública? Deixe aqui nos comentários pra gente!

Títulos:

  1. A dívida pública brasileira / relator Deputado Félix Mendonça. Brasília: Câmara dos Deputados, Coordenação de Publicações, 2005. (Série Cadernos de Altos Estudos, n.2). Localização: 336.34 M539d
  2. Dívida Pública: a experiência brasileira / Anderson Caputo Silva, Lena Oliveira de Carvalho, Otavio Ladeira de Medeiros (org.). Brasília: Secretaria do Tesouro Nacional: Banco Mundial, 2009. Localização: 336.34 D618
  3. La crisis latinoamericana de la deuda desde la perspectiva histórica / coordenação de José Antonio Ocampo, com colaboração de Juan Alberto Fuentes e Luis Felipe Jiménez. Santiago de Chile: Naciones Unidas, CEPAL, 2014. (Libros de la CEPAL, n.125). Localização: 336.34 C932
  4. Tudo sobre o deficit público: o Brasil na encruzilhada fiscal / Fábio Giambagi. Rio de Janeiro: Alta Books, 2021. Localização: Acervo Delfim Netto – C8.34.6 (não circula – apenas consulta local)
  5. Auditoria cidadã da dívida pública: experiências e métodos / Maria Lúcia Fattorelli. Brasília: Inove, 2013. Localização: Acervo Delfim Netto – C11.36.7 (não circula – apenas consulta local)
  6. A ilegitimidade da dívida externa do Brasil e do III Mundo / Santiago Fernandes. Rio de Janeiro: Nordica, 1985. Localização: 336.34 F363i
  7. The National debt: a short history / Martin Slater. London: Hurst & Company, 2018. Localização: Acervo Delfim Netto – C9.19.31 (não circula – apenas consulta local)
  8. A armadilha da dívida externa: o fundo monetário internacional e o desenvolvimento da dependência / Cheryl Payer. Lisboa: Moraes, 19-?. Localização: 332.152 P344a
  9. A armadilha da dívida: como a dívida pública interna impede o desenvolvimento econômico e aumenta a desigualdade social / Reinaldo Gonçalves e Valter Pomar. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2002. Localização: Acervo Delfim Netto – A27.6.54 (não circula – apenas consulta local)
  10. Ilegitimidade da dívida pública: quem deve a quem? Alternativas desde o Sul / Rosilene Wansetto, Fabrina Furtado (orgs.). São Paulo: Expressão Popular, 2007. Localização: Acervo Delfim Netto – C8.27.21 (não circula – apenas consulta local)
  11. Mercado de capitais e dívida pública: tributação, indexação, alongamento / Edmar Lisboa Bacha, Luiz Chrysostomo de Oliveira Filho (orgs.). Rio de Janeiro: Contra Capa, 2007. Localização: 332.041 M553c
  12. Brazil responses to the debt crisis: impact on savings, investment, and growth / James Dinsmoor. Washington, D.C.: Inter-American Development Bank, Johns Hopkins University Press, 1990. Localização: 336.34 D587b
  13. Dilemas da dívida / Santiago Herrera, Jennifer Hermann et al. Rio de Janeiro: Fundação Konrad Adenauer, 2002. (Cadernos Adenauer, ano III, n.04). Localização: 336.3435 D576

Siga nossas redes sociais!

Estamos trabalhando para juntos atendermos às recomendações que visam à redução da transmissão do coronavírus, a minimização dos impactos locais da pandemia e no intuito de continuarmos cumprindo nossa função social.

[E-books] Conheça a Biblioteca Virtual Pearson

A Pearson, em convênio com a Universidade de São Paulo, disponibiliza um acervo com mais de 8 mil e-books sobre diversas áreas do conhecimento, de autores nacionais e internacionais, a toda a comunidade USP.

A plataforma pode ser acessada a partir de desktops, tablets e smatphones. Para tanto, é necessário realizar o acesso através de alguma rede da USP (presencialmente ou por VPN).

Acesso Biblioteca Virtual Pearson: https://plataforma.bvirtual.com.br

Tutorial de pesquisa na Biblioteca Virtual Pearson: https://bit.ly/3kV9Jre

Como se cadastrar na plataforma: https://bit.ly/3KSpuK8

Como instalar o VPN em seu computador: https://bit.ly/37xlYHA


Algumas obras que receberam novas edições:

1) Redes de Computadores (6 ed). – Andrew S. Tanenbaum, Nick Feamster, David Wetherall

2) Lógica de programação: a construção de algoritmos e estruturas de dados (4 ed.) – André Luiz Villar Forbellone, Henri Frederico Eberspacher

3) Introdução à engenharia ambiental 3 ed. – Benedito Braga, Ivanildo Hespanhol, João Gilberto Lotufo Conejo, José Carlos Mierzwa, Mariao Thadeu Leme de Barros et al.)


Siga nossas redes sociais!

Estamos trabalhando para juntos atendermos às recomendações que visam à redução da transmissão do coronavírus, a minimização dos impactos locais da pandemia e no intuito de continuarmos cumprindo nossa função social.

[Dicas de leitura] Vencedores e indicados ao Prêmio Jabuti

O Prêmio Jabuti é uma premiação nacional de longa data, concedida anualmente pela Câmara Brasileira do Livro (CBL) há mais de sessenta anos. As obras contempladas podem ser literárias ou de não-ficção (biografia e reportagem, livros de artes, ciências, ciências humanas, ciências sociais ou economia criativa).

Quer saber alguns dos livros vencedores ou finalistas de edições do Prêmio Jabuti que temos em nosso acervo? Veja as sugestões de leitura que você encontra aqui na Biblioteca da FEA para empréstimo (acervo circulante) ou para consulta local (Acervo Delfim Netto).

Nossos horários de funcionamento:

Segunda a sexta-feira: 7h30 às 20h45

Acervo Delfim Netto:  8h-12h e 13h30-16h

História do prêmio Jabuti: https://www.premiojabuti.com.br/historia/

Siga nossas redes sociais!

Estamos trabalhando para juntos atendermos às recomendações que visam à redução da transmissão do coronavírus, a minimização dos impactos locais da pandemia e no intuito de continuarmos cumprindo nossa função social.

[Evento] Lançamento do livro FEA 75 anos

Imagem: site da FEAUSP

Lançamento do livro:

FEAUSP 75 Anos – A História da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade e Atuária da Universidade de São Paulo nos anos 1981-2021

Data: 18 de maio (17h)

Local: Auditório da FEAUSP – Av. Luciano Gualberto, 908 – Cidade Universitária


O evento de lançamento do FEAUSP 75 Anos – A História da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade e Atuária da Universidade de São Paulo nos anos 1981-2021 contará com a presença do reitor da USP, Carlos Gilberto Carlotti Junior. O livro de 616 páginas, editado pela Narrativa Um – Projetos e Pesquisas de História, teve o apoio cultural das fundações FIA, Fipe, Fipecafi e Fundação Fundo Patrimonial FEAUSP.

Para saber mais sobre o livro: https://bit.ly/3kGUkuz

Imagem: fachada da FEAUSP (1990), do site da FEA

Siga nossas redes sociais!

Estamos trabalhando para juntos atendermos às recomendações que visam à redução da transmissão do coronavírus, a minimização dos impactos locais da pandemia e no intuito de continuarmos cumprindo nossa função social.

[Conhecendo o Acervo] ESG – Environmental, Social and corporate Governance

ESG é um acrônimo para Environmental (Ambiental, E), Social (Social, S) e Governance (Governança, G). No Brasil, também nos referimos a ela como ASG.

Dentre as práticas das empresas ou entidades que adotam o ESG, há a preocupação em reduzir emissões de poluentes, em respeitar direitos humanos e fomentar políticas contra discriminação e corrupção corporativa.

O termo foi cunhado em 2004, em um relatório pelo Pacto Global (ONU) com vistas a engajar empresas e organizações a aderirem a essas pautas.

Paulatinamente, o uso do termo ESG substituiu o de sustentabilidade e traz consigo a ideia de reputação e credibilidade para as empresas, o que inclusive aumenta suas margens de valorização em relação a outras que não incorporam os princípios ESG. As questões de sustentabilidade ambiental e social passaram, inclusive, a ser consideradas essenciais nas análises de riscos e nas decisões de investimentos de bancos, fundos de pensão, gestoras de investimentos e investidores internacionais.

Alguns livros relacionados à ESG em nosso acervo:

O fim da pobreza: como acabar com a miséria mundial nos próximos vinte anos.
Jeffrey D. Sachs

339.46
S121f


Economia circular: conceitos e estratégias para fazer negócios de forma mais inteligente, sustentável e lucrativa.
Catherine Weetman; tradução de Afonso Celso da Cunha Serra

[não circula – estante restrita] 
658.78
W398e


O capitalismo na encruzilhada: as inúmeras oportunidades de negócios na solução dos problemas mais difíceis do mundo
Stuart L. Hart; tradução de Luciana de Oliveira da Rocha

658.408
H326c


MONOGRAFIAS

Além dessas obras, temos monografias a respeito do tema, escritas por estudantes da nossa Faculdade. Elas são acessíveis on-line, a partir do próprio Dedalus: dedalus.usp.br

São elas:

Performance ESG e desempenho econômico: uma análise de correlação para companhias brasileiras listadas na B3 (Yuri Casseb)

Análise da relação entre o Score ESG e o Spread de crédito de debêntures no Brasil (Adinam Júnior)

Desempenho ESG e custos de capital: evidências para o mercado brasileiro (Victor Jasnievski)

Siga nossas redes sociais!

Estamos trabalhando para juntos atendermos às recomendações que visam à redução da transmissão do coronavírus, a minimização dos impactos locais da pandemia e no intuito de continuarmos cumprindo nossa função social.

25 de abril – Dia do Profissional de Contabilidade

Parabéns aos estudantes e profissionais de Contabilidade!

Em 25 de abril de 1926, o senador e Patrono dos Contabilistas, João Lyra, instituiu o Dia do Contabilista.
Esta data comemorativa foi oficialmente instituída pela Lei Estadual nº 1.989, em 23 de maio de 1979.

Em 2012, o Conselho Federal de Contabilidade passou a denominar a data de Dia do Profissional da Contabilidade, para abranger tanto os contabilistas quanto os técnicos.

[texto adaptado de https://bit.ly/3vccbj2 ]

Siga nossas redes sociais!

Estamos trabalhando para juntos atendermos às recomendações que visam à redução da transmissão do coronavírus, a minimização dos impactos locais da pandemia e no intuito de continuarmos cumprindo nossa função social.

[Treinamento] Sistema Comdinheiro

Treinamento presencial para uso do Sistema Comdinheiro

O treinamento do Sistema Comdinheiro visa atender tanto pesquisadores na área de finanças quanto alunos de graduação que almejam um primeiro contato com a base de dados e aspirantes ao mercado financeiro.

O Sistema Comdinheiro é uma das maiores e mais completas bases de dados brasileira, com informações sobre fundos de investimento, ações, títulos públicos, debentures e uma exclusiva base de dados sobre governança corporativa.

Para pesquisadores, a plataforma permite o acesso remoto e a extração de extensas bases de dados históricas em formatos que facilitam rodar modelos de dados em painel.

Aos estudantes de graduação com interesse em finanças, é a oportunidade de ter contato com um software presente nas principais instituições do país.

Inscrições em: https://bit.ly/3rC0wYM

(ou em nossa Linktree: https://linktr.ee/BibliotecaFEAUSP )

Local: Biblioteca FEAUSP – sala Design Lab

Data: 27/abril/2022

Horário: 14h às 16h

Siga nossas redes sociais!

Estamos trabalhando para juntos atendermos às recomendações que visam à redução da transmissão do coronavírus, a minimização dos impactos locais da pandemia e no intuito de continuarmos cumprindo nossa função social.

Ainda existem bibliotecas?

Confira o relato de nossa bibliotecária sobre a desinformação que infelizmente é ainda bastante comum sobre as bibliotecas e o papel social que elas têm em nossa sociedade.

Um dia, peguei um Uber e o motorista, rapaz novo, de vinte e poucos anos, começou a conversar comigo. Em um dado momento, perguntou com que eu trabalhava. Falei que era bibliotecária e trabalhava em uma biblioteca. Ele, surpreso, perguntou: “ainda existe biblioteca?

E continuou: “Minha família sempre teve boas condições e tínhamos computador. Fazia minhas pesquisas em casa. Nunca precisei ir à biblioteca” Respirei fundo e respondi: “na Internet tem todo tipo de conteúdo, mas você sabe distinguir o que é de qualidade? Você conhece todos os serviços oferecidos em uma biblioteca? Por exemplo: livros selecionados por profissionais, por indicação de professores… Além de espaço de estudo e acesso a outras fontes de pesquisa?”

Ele imediatamente mudou de assunto. Espero ter plantado uma sementinha na cabeça dele!

Na Biblioteca da FEAUSP, oferecemos os serviços de empréstimos de obras, consulta a bases de dados (financeiros ou bibliográficos), e-books, além de salas de estudo individuais e em grupo (dentre elas, as BibLabs). Dispomos, ainda, do acervo Delfim Netto, composto de obras raras para consulta local.

Venha nos visitar!

Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo

Avenida Professor Luciano Gualberto, 908 – Butantã – São Paulo/SP

Horário provisório de funcionamento: 7h30-20h45 (exceto na Semana Santa: 8h-18h)

Telefone (atendimento): (11) 3091-5998

E-mail: bibfea.atend@usp.br

Siga nossas redes sociais!

Estamos trabalhando para juntos atendermos às recomendações que visam à redução da transmissão do coronavírus, a minimização dos impactos locais da pandemia e no intuito de continuarmos cumprindo nossa função social.

[Semana Santa] Horário de funcionamento da BibFEA

Na Semana Santa (11 a 15/abril), teremos um horário especial de funcionamento:

dias 11 a 14/abril: das 8h às 18h
dia 15/abril: a BibFEA estará fechada

Devido à redução no horário neste período, a utilização das BibLabs será apenas até às 17h.

Siga nossas redes sociais!

Estamos trabalhando para juntos atendermos às recomendações que visam à redução da transmissão do coronavírus, a minimização dos impactos locais da pandemia e no intuito de continuarmos cumprindo nossa função social.

[Guia] Orientações para empréstimo, devolução, reserva e renovação de obras e suspensão de usuário

Agora que as aulas começaram, temos certeza de que vocês vão querer pegar aqueles livros fundamentais para seus estudos. 
Por isso, podem surgir dúvidas quanto aos empréstimos, reservas e devoluções. Salve este post para consulta futura!

EMPRÉSTIMOS

Os empréstimos podem ser realizados em qualquer biblioteca da USP, mediante apresentação da carteirinha USP (física ou digital). 

Alunos da graduação: 10 obras, por 10 dias
Alunos da pós-graduação: 15 obras, por 21 dias
Docentes: 20 obras, 30 dias
Funcionários: 10 obras, por 10 dias

RENOVAÇÕES

Você consegue renovar as obras desde que não estejam reservadas nem em atraso. Você pode renovar as obras por até 3 vezes consecutivas pela internet (através do Dedalus ou do aplicativo Bibliotecas USP). 

Se quiser renovar mais do que essas três vezes, na quarta renovação será necessário trazer as obras para a biblioteca para devolvê-las e emprestá-las novamente no balcão de atendimento.

Para acessar o Dedalus, pode ser pelo link abaixo ou através de nossa Linktree (na bio). Também trazemos um tutorial de como efetuar a renovação pelo Dedalus:

Link Dedalus: http://www.dedalus.usp.br
Tutorial Renovação (Dedalus): https://bit.ly/3ttcnJU
Aplicativo Bibliotecas USP: https://bit.ly/34Y1nuz

DEVOLUÇÕES

As obras devem sempre ser devolvidas na unidade à qual pertencem (por exemplo, se a obra é da biblioteca da FEA, só pode ser devolvida em nossa biblioteca). Há a possibilidade de efetuar a devolução tanto no balcão de atendimento quanto pela caixa de devoluções que se encontra no térreo, próximo à entrada da biblioteca.

SUSPENSÃO 

As bibliotecas da USP não fazem uso de multa, e sim de suspensão. O cálculo é: número de obras em atraso X quantidade de dias corridos de atraso. Por exemplo, se tem 2 obras atrasadas por 5 dias, logo ficará suspenso por 10 dias.

Após o período de suspensão, poderá voltar a realizar empréstimos normalmente.

Pedimos para evitarem atrasar a devolução para não prejudicarem os demais usuários.

RESERVAS

Se aquela obra que você precisa está emprestada, você pode reservá-la pelo Dedalus. Para tanto, veja mais informações e o passo a passo no link  https://bit.ly/36dUpSM

Siga nossas redes sociais!

Estamos trabalhando para juntos atendermos às recomendações que visam à redução da transmissão do coronavírus, a minimização dos impactos locais da pandemia e no intuito de continuarmos cumprindo nossa função social.