09 de novembro de 2020 – novo prazo para os empréstimos

Comunicamos que todas as datas de devolução de obras dos acervos das Bibliotecas da USP foram prorrogadas automaticamente até o dia 09 de novembro de 2020.

Em virtude da recomendação geral de minimizar os riscos inerentes à situação do coronavírus, orientamos que os usuários entrem em contato pelo e-mail bibfea.atend@usp.br, caso tenham dúvidas.

Outras informações serão encaminhadas oportunamente, sempre que necessário.

Clarivate e Elsevier: novos webinars

Webinars Web of Science, EndNote Web, Publons e InCites acontecem na USP no 2º semestre

Ao realizar suas pesquisas e publicar artigos e trabalhos acadêmicos, é fundamental utilizar recursos de informação e bases de dados internacionais qualificadas e reconhecidas. Saiba mais sobre estratégias de busca e organização de informações, melhores revistas para publicar seu artigo, como manter seu perfil ResearcherID/Publons, o que é Fator de Impacto e Índice H. Participe deste Workshop de pesquisa gratuito e aberto.

Participe conosco destas reuniões online gratuitas e abertas. Registre-se para participar. Na véspera do evento, enviaremos por e-mail um lembrete e o link para o Webinar. O Certificado será fornecido àqueles que tiverem efetivamente participado. Para participar, você deverá instalar a ferramenta webex.

== PROGRAMAÇÃO ==

Como realizar uma revisão de literatura e identificar Top papers?  Coleção da Web of Science (WoS)– base multidisciplinar que congrega artigos de conceituadas revistas científicas publicadas no mundo, além de trabalhos de eventos.Composta a partir de índices com informações reunidas a partir de milhares de periódicos científicos, livros, séries de livros, relatórios e conferências.Os três primeiros índices de citação contêm, além dos resumos dos documentos (abstracts), as referências citadas pelos autores dos artigos. É possível usar essas referências para fazer pesquisas de referências citadas. Esse tipo de pesquisa permite encontrar artigos que citam um trabalho publicado anteriormente. A Coleção Principal da Web of Science cobre mais de 20.000 periódicos de alto impacto, livros e conferências. Inclui as áreas de Ciências (1900-presente), Ciências Sociais (1900-presente) Artes & Humanidades (1975-presente). Disponível pelo Portal AGUIA e pelo Portal de Periódicos da Capes.

Como escolher a melhor revista para publicar (JCR) – reúne informações sobre o fator de impacto e ranking das revistas em todas as áreas de conhecimento, de grande utilidade para a seleção de periódicos para publicação.

Como exportar e organizar suas citações e referências (EndNote Web) – ferramenta de gestão e organização de referências e citações, que facilita a redação de textos.

Como divulgar seu Perfil de Pesquisador (Publons) – website mantido pela Clarivate Analytics que hospeda o ResearcherID e agrega informações de revisão por pares, rastreia suas citações e gerencia seu registro da Web of Science.

Como analisar o panorama das pesquisas no mundo na sua área ou orgnização (InCites) – base de dados analítica que permite análises bibliométricas e cientométricas a partir de registros de artigos, trabalhos e outras publicações indexadas na Base Web of Science.

Instrutora:Deborah Dias – Especialista de Treinamento a clientes – Clarivate Analytics

== AGENDA ==

EndNote Web – 18 de setembro – 14h – 16h – Inscrições: https://doity.com.br/endnote-18set2020

Publons/Researcher ID – 29 de setembro – 14h – 16h – Inscrições: https://doity.com.br/publons-29set2020

InCites – 13 de outubro – 10h – 12h – Inscrições: https://doity.com.br/incites-13out2020 NOVA DATA !


Webinars Elsevier – Bases de Dados e Ferramentas de Publicação Científica em setembro

Conforme a pesquisa se torna cada vez mais global, interdisciplinar e colaborativa, selecionar os melhores recursos bibliográficos torna-se essencial. Participe dos Webinars sobre as bases e plataformas da Elsevier em setembro de 2020.

Participe dos Webinars gratuitos em setembro. Haverá emissão de Declaração de Participação para os participantes inscritos. O link para o Webinar será enviado no e-mail dos inscritos.

== PROGRAMAÇÃO ==

  • Scopus é uma base de dados multidisciplinar internacionalmente reconhecida que reúne literatura técnica e científica revisada por pares.
  • ScienceDirect é uma plataforma online, que permite acesso a artigos em texto completo de diversas áreas de conhecimento.
  • Mendeley é uma ferramenta gratuita de gestão de referências e de redes sociais acadêmicas.
  • Engineering Village é uma base de dados especializada em Engenharia.
  • Embase é considerada referência na área de respostas biomédicas e farmacológicas.
  • SciVal é uma plataforma analítica de indicadores de desempenho de publicação dos resultados de pesquisa.

== AGENDA ==

Mendeley – 18/09 – 10h-12h – Inscrições: https://doity.com.br/mendeley-18set2020

SciVal para pesquisadores e pós-graduandos – 21/09 – 15h-17h – Inscrições: https://doity.com.br/scival-21set2020

Políticas e permissões da Elsevier para depósito de documentos em repositório institucional – 22/09 – 14h-16h – Inscriçõeshttps://doity.com.br/elsevier-permissoes-22set2020

Scopus para Pós-Graduandos e Pesquisadores – 23/09 –  10h – 12h – Inscrições: https://doity.com.br/scopus-23set2020

ScienceDirect para Pesquisadores e Pós-Graduandos – 23/09 – 14h – 16h – Inscriçõeshttps://doity.com.br/science-23set2020

Embase – 23/09 – 18h – 19h (noite) – Inscrições: https://doity.com.br/embase-23set2020

Scopus – Critérios de indexação de revistas – para Editores – 25/09 – 15h – 16h – Inscrições: https://doity.com.br/criterios-scopus-25set2020

Compendex (Engineering Village) – 28/09 – 14h – 16h – Inscrições: https://doity.com.br/compendex-28set2020

ScienceDirect para Pós-Graduandos e Pesquisadores – 30/09 –  10h – 12h – Inscriçõeshttps://doity.com.br/science-30set2020

Scopus para Pós-Graduandos e Pesquisadores – 30/09 – 14h – 16h – Inscrições: https://doity.com.br/scopus-30set2020

05 de outubro de 2020: nova data de devolução

Comunicamos que todas as datas de devolução de obras dos acervos das Bibliotecas da USP foram prorrogadas automaticamente até o dia 05 de outubro de 2020.

Em virtude da recomendação geral de minimizar os riscos inerentes à situação do coronavírus, orientamos que os usuários entrem em contato por e-mail ou telefone com as Bibliotecas, caso tenham dúvidas.  

Outras informações serão encaminhadas oportunamente, sempre que necessário. 

RENOVAÇÃO DE DEVOLUÇÕES

RENOVAÇÃO DE DEVOLUÇÕES

Comunicamos que todas as datas de devolução de obras dos acervos das Bibliotecas da USP foram prorrogadas automaticamente até o dia 14 de setembro de 2020.

Para maiores informações, veja o comunicado oficial no site da AGUIA: https://www.aguia.usp.br/noticias/14-de-setembro-nova-data-de-devolucao-de-obras-nas-bibliotecas-da-usp/

Em caso de dúvidas, entrem em contato conosco através do bibfea.atend@usp.br.

Fiquem em casa e se cuidem.

Capacitação EBSCO Business Source Ultimate

TREINAMENTOS GRATUITOS E EM PORTUGUÊS

Capacitação EBSCO Business Source Ultimate USP (18-06-2020)
Capacitador: Michelângelo Viana, Bibliotecário e Training Manager da EBSCO
Data: Quinta-feira, 18 de Junho de 2020
Hora: 16:00, Horário de Brasília (GMT-03:00)

Agenda:

* Visão geral da interface EBSCOhost;

*Conteúdo da Business Source Ultimate;

*Buscas, filtros, resultados e ferramentas;

*Sites de apoio e opções de ajuda;

——————————————————-
Para se registrar nesta sessão de treinamento
——————————————————-
Preencha o formulário de inscrição em

https://ebsco-portuguese.webex.com/ebsco-portuguese-po/k2/j.php?MTID=t32d3b3e0c5900ce9dbbf6bd175b5a799.
Após efetuar a inscrição você receberá um e-mail de confirmação com instruções para entrar na sessão.

PRORROGAÇÃO DATA DE DEVOLUÇÃO

prazo-prorrogado-oeyp2zqcuoxum6sx4tgp3gub5uz3k06da8qhwlhrx0

Comunicamos que todos os empréstimos foram prorrogados até o dia 22 de maio de 2020, em virtude da suspensão das aulas na Universidade e atendendo à recomendação geral de minimizar os riscos inerentes à situação epidêmica do coronavírus.

Caso tenham alguma dúvida, favor entrem em contato conosco através do bibfea.atend@usp.br.

Suspensão do empréstimo agendado!

Em virtude das novas orientações do governo do estado, que decretou quarentena pelo período de 15 dias (de 24/03 a 7/04/2020), está suspenso o expediente em sistema de rodízio na FEA que seria implantado a partir desta segunda-feira, dia 23 de março.
Sendo assim, o empréstimo agendado está suspenso.

Biblioteca FEAUSP fazendo sua parte!

Treinamento – Elaboração de Trabalhos Acadêmicos Normas ABNT

A Biblioteca da FEA oferece regularmente treinamentos para seu público interno e externo. Na quinta-feira da semana passada, dia 04, foi a vez das normas da ABNT, muito utilizadas em trabalhos acadêmicos.

As normas, embora frequentes na academia, ainda geram dúvidas mesmo nos mais experientes.

Consulte o manual abaixo que pode esclarecer algumas dúvidas:

Próximos treinamentos:

Workshop Web of Science, JCR e EndNote Web: 12/04/2019 às 14h

Economatica: 23/04/2019 às 15h

Capital IQ: 08/05/2019 às 14h

 

Recursos informacionais para pesquisa

Na última quarta-feira (13), a Biblioteca da FEA promoveu o treinamento “Recursos informacionais”. Na atividade apresentamos as principais bases de dados, ensinando como utilizá-las em trabalhos acadêmicos.

Disponibilizamos abaixo os slides utilizados na apresentação:

Não perca, nas próximas semanas teremos outros treinamentos. A página para inscrição ficará aqui no blog e também nas redes sociais.

Treinamentos:

Portal de Busca Integrada: 21/03/2019 às 14h.

Elaboração de Trabalhos Acadêmicos – ABNT: 04/04/2019 14h.

Elaboração de Trabalhos Acadêmicos – APA: 11/04/2019 14h.

Capital IQ: 17/04/2019 às 14h.  

Economatica: 24/04/2019 às 14h.

Guia biblioteca – 2019

Para facilitar a vida acadêmica dos novos alunos, preparamos material de divulgação que irá ajudá-los a conhecer a Biblioteca FEAUSP.

O Folder apresenta informações rápidas e resumidas, já o Guia traz dados detalhados sobre os principais produtos e serviços oferecidos.

Fichas catalográficas

A Biblioteca da FEA passa a oferecer um novo serviço que visa à elaboração da ficha catalográfica, elemento pré-textual obrigatório nas dissertações e teses. Trata-se de um Sistema de Geração Automática de Ficha Catalográfica, desenvolvido pelo Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação, da Universidade de São Paulo, e gentilmente cedido e adaptado para os alunos da pós-graduação. O sistema torna o autor independente na elaboração da ficha catalográfica do seu trabalho, agilizando os trâmites pré-defesa dos alunos.

Para acessar a ficha catalográfica, basta acessar o link http://www.fea.usp.br/biblioteca/sobre-a-biblioteca/produtos-e-servicos/ficha-catalografica e seguir as instruções.

Reiteramos que os bibliotecários da Seção de Processamento Técnico da Biblioteca, Rafael (rafamielli@usp.br) e Martha (martharn@usp.br ) estão à disposição de todos para tirar dúvidas e prestar maiores esclarecimentos.

Biblioteca da FEA disponibiliza e-books para comunidade USP

A Biblioteca da FEA, coloca à disposição da  comunidade USP,  o conteúdo de 47 e-books na área de projetos, finanças, gestão, entre outros. Os livros estão na plataforma Gale – selo editorial da multinacional Cengage, que oferece soluções de aprendizagem. Os títulos podem ser consultados nos computadores da USP. Veja aqui os títulos oferecidos.

Treinamento – Sistema Comdinheiro

Na última quarta-feira (24/10),  alunos e público externo puderam participar do treinamento do Sistema Comdinheiro na Biblioteca da FEA. A ferramenta permite a consulta aos dados mais recentes do mercado financeiro. O treinamento fez parte da “XXI Semana do Livro e da Biblioteca”, evento do  Sistema Integrado de Bibliotecas (SIBi) da USP, que levou atividades às biblioteca da universidade.

IMG_20181024_141745695

Workshop Web of Science, JCR, EndNote Web e Incites USP FEA

Com o intuito de divulgar instrumentos que possam auxiliar o pesquisador, a Biblioteca da FEA USP receberá o Workshop Web of Science, JCR, EndNote Web e Incites. O workshop será oferecido no dia 14 de novembro, das 14h30 às 17h30, no Auditório da Biblioteca da FEA.

As inscrições podem ser feitas no site: https://www.doity.com.br/wos-fea-14nov2018

Veja abaixo a descrição de cada uma dessas ferramentas:

Principal coleção da Web of Science (WoS) –  base multidisciplinar que congrega artigos de conceituadas revistas científicas publicadas no mundo, além de trabalhos de eventos.  Composta a partir de índices com informações reunidas a partir de milhares de periódicos científicos, livros, séries de livros, relatórios e conferências. Os três primeiros índices de citação contêm, além dos resumos dos documentos (abstracts), as referências citadas pelos autores dos artigos. É possível usar essas referências para fazer pesquisas de referências citadas. Esse tipo de pesquisa permite encontrar artigos que citam um trabalho publicado anteriormente. A Coleção Principal da Web of Science cobre mais de 20.000 periódicos de alto impacto, livros e conferências. Inclui as áreas de Ciências (1900-presente), Ciências Sociais (1900-presente) e Artes & Humanidades (1975-presente). Disponível pelo Portal SIBiUSP e pelo Portal de Periódicos da Capes.

Journal Citation Reports (JCR) – reúne informações sobre o fator de impacto e ranking das revistas em todas as áreas de conhecimento, de grande utilidade para a seleção de periódicos para publicação.

EndNote Web – ferramenta de gestão e organização de referências e citações, que facilita a redação de textos.

InCites – ferramenta que possibilita realizar estudos e análises da produção científica de interesse estratégico para os pesquisadores.

Instrutora: Deborah Dias – Especialista de Treinamento a clientes – Clarivate Analytics
Workshop Web of Science, JCR, EndNote Web e Incites USP FEA

Data: 14 de novembro de 2018
Horário: 14h30 – 17h30
Local: Auditório da Biblioteca da FEA
Av. Prof. Luciano Gualberto, 908 – Butantã
05508-010 – São Paulo – SP
Inscriçõeshttps://www.doity.com.br/wos-fea-14nov2018

Livros disponíveis para doação

O prof. Pedro Anibal Drago, da Escola de Governo e Administração Pública (EGAP), gentilmente, através da Biblioteca da FEA, está oferecendo vários títulos para doação aos usuários e visitantes que passarem por nosso saguão. As doações iniciaram-se na última terça (21), e os livros rapidamente esgotaram-se. Os títulos oferecidos foram “Sociedade e Estado Superando Fronteiras” e “As transformações institucionais nos sistemas financeiros: um estudo comparado”. Curta nossa página no Facebook para saber assim que os outros livros chegarem!

 

Algumas diferenças entre as normas APA e ABNT.

Preparamos uma rápida apresentação com  algumas diferenças entre as normas APA e ABNT.

Esperamos que seja útil para auxiliá-los em suas monografias.

Equipe do Blog.

 

Treinamento de elaboração de trabalhos acadêmicos – ABNT

Nesta última quinta-feira (09), a Biblioteca FEAUSP ofereceu treinamento sobre o uso das normas ABNT  para elaboração de trabalhos acadêmicos.

O treinamento foi oferecido de manhã, ministrado pela bibliotecária Adriana Domingos Santos, e à noite pela chefe técnica da biblioteca, Margarida Maria de Sousa.

 

Agradecemos muitíssimo aos participantes!

Sugestões de novos livros para a biblioteca

Atendendo aos pedidos de alunos e ex-alunos que doam regularmente para a biblioteca da FEA, gostaríamos de publicar a lista abaixo. Algumas das obras já estão no nosso acervo, mas são edições antigas, que já foram atualizadas.

IMG_20180507_113643

Caso queira doar algum desses livros para a biblioteca da FEA basta entrar em contato conosco: email: Bibfea.aquisi@usp.br Tel. (11) 3091-5999

DELFIM NETTO, Antônio. O animal econômico. Editora Três Estrelas, 2018.

SOWELL, Thomas. Economia básica: um guia de economia voltado ao senso comum. Volume 1. Tradução da 5ª edição. Alta Books, 2018.

DOWBOR, Ladislau. A era do capital improdutivo. Editora Autonomia Literaria, 2017.

SMITH, Adam. A mão invisível. Penguin, 2017.

WOOLDRIDGE, Jeffrey M. Introdução a econometria : uma abordagem moderna. 6.ed. CENGAGE LEARNING, 2017.

STIGLITZ, Joseph E. O preço da desigualdade. Bertrand, 2013.

MAGALDI, Sandro , SALIBI NETO, José. Gestão do amanhã. Editora Gente, 2018.

MONTOTO, Eugenio , LENZA, Pedro. Contabilidade geral avançada. Esquematizado. 5.ed. Saraiva, 2018.

HERRERO FILHO, Emilio. Balanced scorecard e a gestão estratégica: uma abordagem prática. Editora Ciência Moderna. 2018.

TAKAHASHI, Mana. Guia Mangá de bancos de dados. Editora Ciência Moderna., 2018.

CARVALHO, Fernando J. Cardim de , SOUZA, Fernando Eduardo Pires de. Economia monetária e financeira. 3.ed. Campus, 2015.

ROSS, Stephen A. , WESTERFIELD, Randolph W. Administração financeira. 10.ed. Amgh Editora, 2015.

SILVA, Elio Medeiros da , SILVA, Ermes Medeiros , SILVA, Sebastião Medeiros. Matemática – Vol. 1- Economia, Administração e Ciências Contábeis. 6.ed. Atlas, 2010

Uso consciente dos computadores

A Biblioteca da FEA oferece os computadores para que sejam utilizados em buscas nas bases de dados, pesquisas acadêmicas e consultas ao acervo das bibliotecas da USP.

Entendemos que você quer colocar aquela série em dia, acessar as suas redes sociais, ou mesmo relaxar enquanto escuta uma música, mas tenha em mente que a ocupação dos computadores para outros fins prejudica outros usuários da biblioteca.

verslaafd-aan-de-pc

No prédio FEA 5 também há um espaço com computadores. Caso note que o seu trabalho será prolongado, recomendamos que os use.

Em toda USP há sinal WiFi, você pode acessar outros conteúdos em seu celular e notebook sem comprometer um colega. Lembramos que a USPNet foi desativada em abril, configure os seus dispositivos para acessar a rede eduroam.

Treinamento Mendeley – 25.04

Na última quarta-feira (25), na biblioteca da FEA, foi oferecido um treinamento para uso do gerenciador de referências Mendeley. Gostaríamos de agradecer a presença da chefe técnica da biblioteca da FMVZ/USP, Camila Molgara Gamba, que instruiu os participantes sobre os usos dessa importante ferramenta para pesquisadores.

camila_mendeleyli

Tutoriais dos treinamentos oferecidos pela Biblioteca FEA – bases de dados, ABNT e APA

A Biblioteca da FEA regularmente oferece cursos e treinamentos para seus usuários e comunidade externa.

As atividades têm o objetivo de atualizar o uso de ferramentas que facilitam o trabalho do pesquisador, como busca em bases de dados, normas da ABNT, APA, gerenciador de referências Mendeley, entre outros.

Confira abaixo alguns recursos que podem ajudá-lo:

  • Recursos informacionais para pesquisa (2018) – download

  • Apresentação e normalização de trabalhos acadêmicos – ABNT NBR 14724-2011 (2018) Atualizada download

  • Estrutura e normalização de trabalhos acadêmicos – APA 6ª edição (2017) Atualizada – download

 

Treinamento gerenciador de referências Mendeley na Biblioteca da FEA

Dia 25 de abril (quarta-feira), das 14:00h às 17:00h, acontecerá na biblioteca o treinamento para uso do Mendeley.

O Mendeley é um gerenciador de referência gratuito e uma rede social acadêmica que o ajuda a organizar sua pesquisa, colaborar com outras pessoas on-line e descobrir as últimas pesquisas.

Mendeley_Logo_Vertical

Inscrições: https://goo.gl/forms/X874JZoHxgUQzoEh2

Recomendamos que o participante traga seu laptop para acompanhar as atividades, com o Mendeley previamente instalado.

Workshop ORCiD

Nesta última quarta-feira (18), a Biblioteca da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA), junto ao Sistema Integrado de Bibliotecas da USP (SIBi), promoveu o workshop ORCiD  (Open Researcher and Contributor ID). Agradecemos à bibliotecária do SIBiUSP, Elisabeth Adriana Dudziak, por ter ministrado esta produtiva atividade aos interessados.

IMG_20180418_143328624

ORCiD: Identificador digital, capaz de integrar-se a outros identificadores (ResearcherID, ScopusID, GoogleID), promovendo o contato entre pesquisadores, universidades e agências de financiamento. Saiba mais.

Novo Workshop ORCiD será realizado na USP de São Paulo – agora é na FEA

Workshop ORCiD na USP de São Paulo

ORCiD (Open Researcher and Contributor ID) é um identificador digital internacional gratuito, único capaz de integrar-se a outros identificadores (ResearcherID, ScopusID, GoogleID), e projetado para facilitar a troca de informações entre o pesquisador, as agências de financiamento, universidades e editoras, proporcionando também maior visibilidade das atividades e publicações. Nesse sentido, é muito importante que todos os pesquisadores mantenham o registro ORCiD.

orcid-usp1

Workshop ORCiD na FEA USP
Data: 
18 de abril de 2018
Horário: 
14h – 17h
Local: 
Auditório Safra da Biblioteca da FEA/USP
Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade
Av. Prof. Luciano Gualberto, 908
05508-010 – São Paulo – SP
Inscrições: https://www.doity.com.br/workshop-orcid-fea-18abril2018

Recentemente, instituições como a CAPES e revistas internacionais como a Nature passaram a exigir o registro ORCiD em alguns de seus processos. Em breve, isso também vai acontecer na Universidade de São Paulo.

Pró-Reitoria de Pesquisa da USP, em parceria com o SIBiUSP, tem promovido o uso do identificador ORCiD entre seus pesquisadores (docentes, estudantes e servidores não docentes). Como membro institucional da ORCID, a USP tem a prerrogativa de coletar e futuramente validar os registros de sua comunidade, desde que o próprio usuário vincule seu registro por meio do link: http://www.usp.br/orcid.

Saiba mais sobre a criação, correto preenchimento e conexão do ORCiD participando do Workshop, direcionado a docentes, alunos de pós-graduação, alunos de graduação, funcionários e demais interessados. O Workshop é gratuito e aberto a todos os interessados.

Recomendamos que o participante traga seu laptop para acompanhar as atividades.

Guarda-volumes: devolva as chaves após o uso

O atraso provoca suspensão pelo dobro de dias em que o usuário esteve com a chave

Durante o período de permanência na Biblioteca da FEA, os usuários contam com guarda-volumes para que possam guardar seus pertences com segurança. Pedimos que objetos não permitidos no interior da biblioteca sejam acomodados nos armários, como mochilas, bolsas, sacolas, alimentos, fichários e capas de notebooks/tablets.

Para que o serviço atenda plenamente aos objetivos, que é atender a demanda de usuários, é necessária a colaboração de todos, contamos com a devolução das chaves no mesmo dia em que o usuário as retirou. Deposite-as nas caixas de devolução assim que remover seus pertences do armário.

Os atrasos na devolução implicam em suspensão do uso do guarda-volumes pelo dobro de dias em que o usuário esteve com a chave.

20171201_1536431 (1)

Caixa de devolução de chaves próxima aos guarda-volumes

 

IMG_20180405_114054
Caixa de devolução de chaves – balcão

Calourada 2018

Para facilitar a vida acadêmica dos novos alunos, preparamos material de divulgação que irá ajudá-los a conhecer a Biblioteca FEAUSP.

O Folder apresenta informações rápidas e resumidas, já o Guia traz dados detalhados sobre os principais produtos e serviços oferecidos.

Disponibilizamos também as apresentações que foram feitas na Recepção aos Calouros e aos pós-graduandos da área de administração.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Você já conhece a biblioteca? Leia também e acompanhe as atualizações/novidades de nossos serviços.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Workshop Web of Science, JCR, EndNote Web e InCites – São Paulo 

Sistema Integrado de BibliotecasUniversidade de São Paulo

 

No dia 16 de março de 2018, das 14h às 17h, a Biblioteca da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade – FEAUSP sediará o “Workshop Web of Science e InCites na USP“. Gostaríamos, juntamente com o Sistema Integrado de Bibliotecas da USP e a Clarivate Analytics, de convidá-lo(a) à participar. Dê uma olhada no material de divulgação.

unnamed

Ao realizar suas pesquisas e trabalhos acadêmicos, é fundamental utilizar recursos de informação e bases de dados internacionais qualificadas e reconhecidas.  Saiba mais sobre estratégias de busca, Índice H, Fator de Impacto, Autores, Citações e Organização de Informações participando deste Workshop gratuito e aberto.

Quer saber as tendências de pesquisa no mundo e no Brasil? Qual revista tem maior impacto na área de contabilidade? Qual é o pesquisador mais citado na área de economia? Que pesquisas estão sendo financiadas no mundo, no Brasil e em São Paulo? Que Universidade mais se destaca na área da administração e negócios? Com quais empresas a USP mais colabora? O InCites tem as respostas.

Workshop Web of Science, JCR, End Note Web e InCites – São Paulo
Data: 16 de março de 2018
Horário: 14h – 17h
Local: Design Lab – Biblioteca da FEA
Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP
Avenida Professor Luciano Gualberto, 908, Cidade Universitária – Butantã.
05508-010,- São Paulo – SP
Ministrante: Sra. Deborah Dias (Clarivate Analytics)
Inscrições: https://www.doity.com.br/wos-fea-16marco2018

== PROGRAMAÇÃO ==

Principal coleção da Web of Science (WoS) –  base multidisciplinar que congrega artigos de conceituadas revistas científicas publicadas no mundo, além de trabalhos de eventos.  Composta a partir de índices com informações reunidas a partir de milhares de periódicos científicos, livros, séries de livros, relatórios e conferências. Os três primeiros índices de citação contêm, além dos resumos dos documentos (abstracts), as referências citadas pelos autores dos artigos. É possível usar essas referências para fazer pesquisas de referências citadas. Esse tipo de pesquisa permite encontrar artigos que citam um trabalho publicado anteriormente. A Coleção Principal da Web of Science cobre mais de 12.000 periódicos de alto impacto em todo o mundo.

Journal Citation Reports (JCR) – reúne informações sobre o fator de impacto e ranking das revistas em todas as áreas de conhecimento, de grande utilidade para seleção de periódicos para publicação.

EndNote Web – ferramenta de gestão e organização de referências e citações, que facilita a redação de textos.

InCites – ferramenta que possibilita realizar estudos e análises da produção científica de interesse estratégico para os pesquisadores.

Ingressante 2018, seja bem-vindo!

Ingressantes 2018

Desejamos que sua vida acadêmica na USP seja produtiva e estamos aqui para auxiliá-lo quando precisar.

A Biblioteca FEA está de portas abertas para recebê-los!

Informamos o calendário e os horários de funcionamento da Biblioteca FEA durante o recesso e férias letivas:

Dezembro

Acervo Delfim Netto: de 04 a 22/12, aberto das 8h às 12h e das 13h30 às 15h.

Janeiro

Fevereiro

Acervo Delfim Netto – aberto das 8h às 12h e das 13h30 às 16h.

 

Já tem acesso ao e-Card USP – Carteirinha Digital USP?

A Superintendência de Tecnologia da Informação (STI), juntamente com Centro de Tecnologia de Informação de Piracicaba (CeTI-LQ), desenvolveu a Carteirinha Digital USP (e-Card USP), que proporciona aos alunos, docentes e servidores uma opção complementar de identificação na USP.

O aplicativo está disponível para download gratuito nas lojas Apple e Google Play. Para acessar o e-Card USP é preciso utilizar seu número USP e a senha de acesso aos sistemas USP (a mesma utilizada para acessar o JúpiterWeb, Janus etc.), portanto, seu uso é pessoal e intransferível.

Assim como a Carteirinha física, ele apresenta foto, código de barras e, um dos diferenciais, também possui QR-Code (Quick Response Code). Além disso, a atualização das informações do usuário será automática.

Como o e-Card USP é possível fazer empréstimos de materiais bibliográficos nas Bibliotecas da USP, além de possibilitar acesso aos Restaurantes e demais dependência da USP.

e-Card USP

Já baixou a sua? Então já pode usá-la na biblioteca da FEA!

Baixe no Google Play e/ou Baixe no iTunes

Conservação e preservação do acervo – higienização dos periódicos

Dando prosseguimento a política de manutenção do acervo, em especial ao serviço de conservação e preservação, foi contratada a empresa José Cristian Vaz – ME para realizar a higienização dos periódicos.

As profissionais trabalham usando máscaras, toucas, luvas e jalecos para entrar em contato com as obras, folheiam, retirando objetos esquecidos dentro, como por exemplo, clips de papel ou marcador de página. Tem a sua disposição produtos específicos e escovas para retirar a poeira acumulada, além de aspirar o pó das prateleiras, conforme podem acompanhar nas fotos abaixo.

A equipe da biblioteca FEA segue trabalhando para melhor atender seu público. Um acervo com manutenção adequada garante ao estudante um espaço eficiente de estudos e pesquisas.

Desejamos um ótimo retorno ao segundo semestre de 2017.

 

Tutoriais dos treinamentos oferecidos pela Biblioteca FEA – bases de dados, ABNT e APA

A Biblioteca oferece diversos treinamentos aos usuários FEA sempre que necessário,  alguns deles, inclusive, são realizados todos os anos, tais como das normas APA e ABNT.

Como os tutoriais das apresentações desses treinamentos  trazem conteúdos novos e/ou modificações,  procuramos divulgá-los para mantermos as informações disponíveis no Blog sempre atualizadas.

Compartilhamos os  tutoriais dos treinamentos já oferecidos em 2017 :

  • Recursos informacionais para pesquisa (2016)download

  • Apresentação e normalização de trabalhos acadêmicos – ABNT NBR 14724-2011 (2017) Atualizada download

  • Estrutura e normalização de trabalhos acadêmicos – APA 6ª edição (2017) Atualizadadownload

 

Webinar Springer Nature seleção de periódicos científicos

Convidamos a comunidade acadêmica da USP para o webinar realizado pela editora Springer Nature:

03/08 | Webinar: Estratégia para seleção de periódicos científicos e submissão de artigos –  14:30 – 15:30  – Brasília, Brasil

O evento será apresentado em português. Registre-se aqui

Nessa apresentação demonstraremos como elaborar uma estratégia de submissão de seu artigo de pesquisa para uma revista internacional. Trataremos do processo de escolha da melhor revista para seu trabalho, como saber o que os editores esperam do seu manuscrito, e também um passo-a-passo de como elaborar uma cover letter eficiente.

Público-Alvo: Todos aqueles que estão interessados em publicar um artigo científico e estão procurando por mais detalhes sobre o processo de submissão e aceitação.

Apresentador: João Pildervasser é biomédico formado pela Universidade Federal Fluminense e mestre em Psicobiologia pela Universidade Federal de São Paulo. Durante sua pós-graduação se envolveu com a escrita e divulgação científica atuando nessa área por 3 anos. Desde 2015 é responsável pelo desenvolvimento editorial de publicações em ciências da vida e neurociências na Springer.

A capacidade da sala virtual para cada sessão é restrita à 500 participantes. Você pode garantir sua participação se conectando à sala virtual alguns minutos antes do início da sessão.

Pedimos a gentileza de compartilhar este e-mail com seus colegas, estudantes, ou usuários de biblioteca.

Tem interesse, mas não poderá participar? Não tem problema! Basta se registrar para a sessão e nós enviaremos sua gravação à todos que se registrarem e não puderem participar. Enviaremos *certificados à todos os participantes.

* Os certificados são gerados automaticamente pela plataforma GoToWebinar com base no nome e sobrenome informados no momento do registro. Infelizmente não podemos fazer nenhuma alteração após a efetuação do mesmo.

Esperamos vê-lo(a) em nosso webinar!

Organização: 
Agência USP de Gestão da Informação Acadêmica em parceria com a Springer Nature.

Economia na prática: conheça os coletivos de economia popular nascidos na FEA

Arte: Marina Caiado/Fotos: Pixabay

O debate econômico dentro das universidades sofre críticas há tempos por ser inacessível e pelo seu viés elitizado. Pensando em subverter essa lógica, grupos de alunos da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) da USP se mobilizaram para criar coletivos que buscam aproximar a economia à população de fora da academia e do meio econômico tradicional. 

Idealizados por alunos do instituto, os coletivos Desajuste e Arroz, Feijão e Economia contam hoje com perfis nas redes sociais com mais de 2 mil seguidores e abrangência interestadual, para além dos muros da USP. Mesmo em meio à pandemia, promoveram atividades como ciclos de debates, trabalho comunitário, assessoria econômica, formações e fóruns que dialogam com faculdades de economia de universidades públicas como a Unicamp, UFMG e UFRJ, além de organizações políticas populares.

Para explicar as motivações e as estratégias por trás da construção de um debate econômico mais popular, essa reportagem conversou com representantes dos dois coletivos.

Desajuste: Economia fora da curva

O coletivo Desajuste nasceu no final de 2019, fruto da vontade de um grupo de alunos de economia da FEA de ampliar o debate sobre o tema para uma perspectiva mais progressista e jovem. Ao perceberem como a imprensa e a academia apresentavam muitos conceitos de interesse público a partir de uma perspectiva teórica de uma minoria academicista e conservadora, decidiram agir. 

Esse foi apenas o embrião do projeto, que hoje já se expandiu para cerca de 20 estados brasileiros. “Atualmente a coordenação conta com pessoas de Brasília, do Rio Grande do Sul, de Minas Gerais e de Pernambuco, entre outros lugares”, conta Ana Garcia, aluna do quinto ano de economia e uma das coordenadoras do coletivo.

A ideia principal, segundo Ana, se dividiu em dois pilares: o primeiro é a desconstrução da imagem do “economista tipicamente branco e faria limer”, relata. Para ela, é preciso mostrar que muitos dos conceitos discutidos por uma elite intelectual restrita, na realidade, afetam diretamente a vida da população e, portanto, é imprescindível chamá-los à mesa para debater. 

O segundo pilar é a disputa dos espaços de debate contra a academia, que foca em temas mais abstratos e que estão pouco alinhados com a realidade da população, no geral. Grande parte das discussões não acontecem para a maioria, o que dificulta sua compreensão da realidade financeira nos âmbitos pessoal e nacional , além de limitarem a pluralidade das abordagens das ciências econômicas.

Dentro do Desajuste há muitas frentes para tocar projetos, tanto para economistas quanto para estudantes de outras áreas. Há os chamados grupos de trabalho (GTs), focados em estudo de temas específicos, reuniões de formação e espaços de debate de conjuntura.

 As atividades mais recentes do coletivo consistem na produção de uma newsletter, clipping semanal com notícias sobre economia, espaço de integração entre estudantes, conteúdos para as redes sociais e um clube do livro. Neste último, promoveram uma leitura conjunta do livro  “Economia Pós-Pandemia”, lançado por um grupo de docentes. O clube teve centenas de inscritos e alguns dos autores participaram dos encontros, como Rodrigo Orair, Pedro Rossi, Guilherme Mello e Camila Gramkow, todos integrantes de uma nova geração de economistas progressistas.

Um dos encontros virtuais do clube do livro, com o economista Pedro Rossi. Reprodução: Ana Garcia

Outro projeto do grupo é o “Dicionário de Economês”, uma série de posts no instagram do coletivo no qual explicam conceitos mais complexos de economia. “O dicionário começou porque oferecemos na FEA um mini curso de economia pós-keynesiana em apoio às entidades estudantis e, para isso, organizamos um material com as definições, que foram postadas, semanalmente, nas nossas redes”, conta Ana. “Atualmente estamos produzindo uma edição especial com conceitos explicativos do orçamento público”, complementa.

Arte: @desajuste.economia/ Instagram 

Arroz, Feijão e Economia: Uma base para um debate popular

Pouco depois do surgimento do Desajuste, foi criado o coletivo Arroz, Feijão e Economia (AFE),  também organizado por alunos da FEA-USP. A ideia nasceu no final de 2019, a partir do desejo que alguns alunos tinham de unir economia e militância política. Mas somente em julho de 2020, já durante a pandemia, o coletivo foi oficialmente lançado, unindo virtualmente pessoas de vários lugares do Brasil. 

João Vaz, formado em economia pela USP e um dos fundadores do AFE fala sobre como surgiu o movimento: “A gente teve uma inspiração, que veio de um programa argentino chamado ‘Economía sin corbata’ (economia sem gravata, em tradução livre), que falava sobre economia com linguagem popular na rede nacional aberta. E aí, pensando nessa questão, começou a ideia de organizar estudantes do curso  para falar para fora da bolha do economês”.

O início do Arroz, Feijão e Economia foi marcado por um canal no Youtube, onde eram postados vídeos que falavam sobre questões econômicas em uma linguagem mais acessível, e por uma série de formações sobre os impactos da pandemia no Brasil pela ótica das desigualdades. 

Curso sobre economia feminista, transmitido através do canal do coletivo. Reprodução: Youtube

Hoje, a perspectiva do movimento é um pouco diferente. Além de disputar o debate econômico e levá-lo às pessoas de uma forma mais simples, os membros também realizam projetos que visam mudar a vida das pessoas na materialidade, através de uma frente de trabalho comunitário. O coletivo presta assessoria econômica a dois outros movimentos sociais: a Cooperativa dos Entregadores Antifascistas e a Nação dos Trabalhadores, além de oferecer um minicurso de educação financeira a famílias de baixa renda da Rede de Cursinhos Populares Elza Soares

Para João, todas essas ações são importantes para descomplicar a economia, “emprestando” conhecimento universitário como instrumento social às pessoas que já estão se organizando nas periferias, por exemplo, e levando o tema para perto delas. “Nós queremos desmistificar essa ideia de que a economia é a ciência dos homens engravatados que têm um conhecimento técnico e mostrar que ela está na vida de cada um. Nosso grande objetivo enquanto movimento social é exatamente que esse  seja um assunto na mesa de jantar do trabalhador, assim como futebol ou política”, ressalta.

O impacto direto da organização coletiva

Maria da Penha, agrônoma que trabalha com agricultura familiar em Porto Nacional (TO), é uma das pessoas que “pegou emprestado” os conhecimentos do Arroz, Feijão e Economia. Ela já participou de várias ações do coletivo, como formações e reuniões, e gosta bastante: “Eu sou muito bem recebida, as pessoas me ouvem e eu aprendo demais. Fazer parte do coletivo é importante porque eu fico atenta às situações que acontecem dentro da economia, dentro da política e do dia a dia do nosso Brasil”, afirma.

Internamente, as ações desses grupos também tiveram profundo impacto na vida de jovens ingressantes na USP. A estudante Ana Garcia relata que alguns de seus colegas compartilharam que estão mais dispostos e veem mais sentido na própria formação após participar das atividades do Desajuste. A formação nas ciências econômicas pode se demonstrar, muitas vezes, abstrata e conservadora, o que tira o “brilho nos olhos” de alguns alunos com mais inclinação para política, para o trabalho comunitário e até mesmo para a academia. “No meio de tanta derivada e abstração, alguns encontram sentido na própria formação ao participar de nossas conversas”, conta.

Mesmo com pouco tempo de fundação, tanto o Desajuste quanto o Arroz, Feijão e Economia conseguem levar um pouco da USP para fora do espaço da universidade e, através do conhecimento, transformar social e politicamente a realidade em que vivemos. 

Para quem também tem vontade de fazer o mesmo, João Vaz deixa uma dica valiosa: “Organize-se, para qualquer coisa. Às vezes a gente ouve ‘mude o mundo, só depende de você’, mas ninguém muda o mundo sozinho. Então seja no centro acadêmico, na bateria, no movimento social, vamos nos organizar. Se quiser se organizar com a gente, as portas estão sempre abertas, mas não precisa ser com a gente. Organizem-se nas suas pautas, nas suas lutas, que isso é fundamental pra gente construir um Brasil melhor”, conclui.

Matéria extraído do Jornal do Campus USP, de 15 de julho de 2021.

Veja a matéria em seu contexto original em: http://www.jornaldocampus.usp.br/index.php/2021/07/economia-na-pratica-conheca-os-coletivos-de-economia-popular-nascidos-na-fea/?fbclid=IwAR1gnwgQycQjN4jmTwJgQq-9R3YZLZ3XJarYAoaffShBXum3QUtDLOy-Yb4

Aprimore suas habilidades de comunicação científica com ACS Guide to Scholarly Communication

Uma redação clara e precisa é uma habilidade vital para acadêmicos e pesquisadores que conduzem e publicam pesquisas. No entanto, técnicas e habilidades de redação para publicação nem sempre fazem parte do currículo e das disciplinas oferecidas nas universidades. Os estudantes, professores, educadores e pesquisadores devem sempre aprimorar-se para alcançar níveis cada vez mais altos de qualidade e capacidade de publicação de literatura científica e apresentação de seus resultados de pesquisa.

Especialmente, a redação e publicação de artigos em periódicos internacionais revisados por pares não é tarefa fácil, ainda mais para autores cujo idioma nativo não é o inglês.

Para ajudar a melhorar suas habilidades de redação científica e capacidade de publicação, o ACS Guide to Scholarly Communication – https://pubs.acs.org/page/styleguide é um guia eletrônico de comunicação e escrita acadêmica e científica que auxilia estudantes, professores e pesquisadores a desenvolverem suas habilidades de escrita e comunicação científica, possibilitando que os mesmos comuniquem os resultados de suas pesquisas de modo eficiente, proporcionando maior compreensão, visibilidade e maior impacto para suas publicações e comunicações em conferências, apresentações orais e defesas de teses e dissertações.

ACS Guide to Scholarly Communication é a ferramenta ideal para ajudar estudantes de graduação e pós-graduação, pós-doutorandos, bibliotecários, pesquisadores e educadores a se comunicarem de forma eficaz e destacar suas pesquisas em áreas como Química, Engenharia Química, Farmácia, Bioquímica, Medicina, Ciência dos Materiais, Ciência e Tecnologia de Alimentos, Saúde Pública, Energia, Educação em Ciências, Matemática, Ciência da Informação, eScience e áreas correlatas.

O guia cobre temas fundamentais relacionadas à comunicação e escrita no âmbito acadêmico e da pesquisa, englobando questões como:

  • Confecção e escrita de projetos de pesquisa para submeter às agências de fomento;
  • Confecção de apresentações para conferências, eventos, defesas de teses e dissertações;
  • Confecção de pôsteres, com recursos e ferramentas disponíveis para criar pôsteres impactantes;
  • Confecção de artigos científicos: melhores práticas na comunicação da pesquisa científica, estilo, escrita e uso de palavras eficazes, gramática, pontuação e ortografia;
  • Convenções de estilo científico e convenções de estilo editoriais;
  • Aspectos concernentes à propriedade intelectual, tipos de propriedade intelectual, copyrights, autoria, responsabilidades éticas
    dos autores, figuras e gráficos;
  • Open Science e Open Access, licenças, Creative Commons, preprints;
  • Comunicação de Ciência ao Público: entrevistas / falar em público, webinars online, etc;
  • Comunicação via mídia social: Twitter, Facebook, LinkedIn e outras mídias;
  • Comunicação via vídeo;
  • Como se tornar um autor de sucesso;
  • Como selecionar a revista científica para publicação do seu manuscrito, considerações sobre fator de impacto, qualidade da revista, revisão por pares como marco de qualidade, o problema das revistas predatórias etc.;
  • Por onde e quando iniciar a escrita do seu artigo científico;
  • Ferramentas e programas para criação de figuras, gráficos e imagens de impacto para seu artigo científico;
  • Ferramentas e soluções para tornar a escrita científica mais fácil e efetiva;
  • Nomenclatura de Química, representações gráficas, estilos de nomes químicos, sufixos, prefixos, etc.;
  • Como criar títulos de impacto e questões concernentes ao resumo, introdução, métodos, resultados, discussões e conclusões de artigos científicos;
  • Procedimentos de submissão de artigos científicos, processo de revisão por pares, responsabilidades dos revisores, autores, editores etc.;
  • Gestão de dados de pesquisa – como preparar os dados para publicação e como e onde compartilhar os dados;
  • Escrita científica para não nativos da língua inglesa, dicas para ser efetivo na escrita e comunicar adequadamente a pesquisa.

Dada a rápida mudança no panorama editorial, o ACS Guide to Scholarly Communication é uma publicação digital atualizada regularmente. Novos tópicos sempre são adicionados.

IMPORTANTE: para utilizar este recurso, é necessário fazê-lo através da conexão via VPN.

Cancelamento do Webinar ProQuest One Business

Gostaríamos de informar que o Webinar “ProQuest One Business” agendado para quinta-feira, 8 de julho, terá que ser adiado até novo aviso. Nos sigam em nossas redes sociais para futuras atualizações.

Webinar ProQuest One Business

Link de inscrição para participar do evento: https://proquestmeetings.webex.com/proquestmeetings/onstage/g.php?MTID=e998d6f4237fc86b632576a5bb1ea0ff0

O webinar será realizado no dia 08/07/2021 às 11h e apresentará a base de dados ProQuest One Business que reúne centenas de milhões de fontes essenciais para os negócios que não estão disponíveis em nenhum outro lugar, veja abaixo alguns destaques do conteúdo:

  1. Mais de 2.600 periódicos acadêmicos em texto-completo relacionados à área de negócios, administração e economia;
  2. Mais de 2.500 revistas e jornais relacionais à notícias dos principais veículos de comunicação ao redor do mundo;
  3. Mais de 25.000 ebooks focados em administração, negócios e economia;
  4. Mais de 21.000 videoaulas e documentários relacionados;
  5. Milhares de relatórios de indústria e países provenientes das principais fontes: The Economist Intelligence  Unit, Fitch´s BMI Research, entre outros;
  6. Mais de 55.000 dissertações e teses das áreas relacionadas;
  7. Mais de 15.000 estudos de casos para compreensão de análises complexas com base em estudo de casos reais.

 Vídeo introdutório da ProQuest One Businesshttps://www.youtube.com/watch?v=GupDloKUZvU

Treinamento online para uso do Sistema Comdinheiro

O treinamento do Sistema Comdinheiro visa atender tanto pesquisadores na área de finanças, quanto alunos de graduação que almejam um primeiro contato com a base de dados e aspirantes ao mercado financeiro.

O Sistema Comdinheiro é uma das maiores e mais completas bases de dados brasileira com informações sobre fundos de investimento, ações, títulos públicos, debentures e uma exclusiva base de dados sobre governança corporativa.

Para pesquisadores, a plataforma permite o acesso remoto e a extração de extensas bases de dados históricas em formatos que facilitam rodar modelos de dados em painel.

Aos estudantes de graduação com interesse em finanças, é a oportunidade de ter contato com um software presente nas principais instituições do país.

Por que o registro ORCiD é importante para a USP e para o mundo?

O registro ORCiD – Open Researcher and Contributor ID (em português Identificador Digital Aberto de Pesquisador e Contribuidor) é um código alfanumérico gratuito para identificar exclusivamente cientistas e outros autores acadêmicos e contribuidores. É também um currículo internacional. O identificador ORCiD é mantido pela organização global sem fins lucrativos de mesmo nome, a ORCID, sustentada por taxas das organizações membros e apoiada por uma equipe profissional. A visão da ORCID é um mundo onde todos os que participam da pesquisa, financiamentos e inovação sejam exclusivamente identificados e conectados às suas contribuições através de disciplinas, fronteiras e tempo. Para concretizar nossa visão, a ORCID se esforça para permitir conexões transparentes e confiáveis ​​entre pesquisadores, suas contribuições e afiliações, fornecendo um identificador único e persistente para os indivíduos usarem enquanto se envolvem em atividades de pesquisa, financiamentos e inovação. Interface também disponível em Português.

Benefícios para os Pesquisadores

Imagine um mundo em que seus pesquisadores possam passar mais tempo fazendo contribuições para a pesquisa e ficar menos frustrados ao gerenciar ou preencher diversos currículos? Pense em uma ferramenta que permite a todos e a você mesmo acompanhar mais facilmente suas atividades profissionais ao longo de sua carreira.

O ORCiD é um identificador internacional gratuito e também um currículo digital e importante recurso para docentes, pós-doutorandos, alunos, gestores de pesquisa, financiadores, bibliotecários e profissionais em geral. Ele fornece uma identidade persistente, uma espécie de RG para os pesquisadores, e conecta sua informações profissionais com as editoras de revistas, financiadores, suas próprias instituições, aumentando a visibilidade e a possibilidade de colaboração internacional.

Integrando-se a outros identificadores (ScopusIDRinggold, etc), editores de revistas (Springer NatureElsevierWiley, etc), financiadores (Uberwizard) e organizações mundiais como a Crossref (DOI)Datacite e Redalyc, o registro ORCiD proporciona atualizações automáticas de informações sobre produção científica, agregando racionalidade às atividades do pesquisador e a real validação de seus dados. Esta é uma das principais vantagens do registro ORCiD para os Pesquisadores.

Além disso, os pesquisadores se formam, se mudam, podendo assumir novas posições ou mudarem para outras instituições e seu ORCiD o acompanha, sem perder o histórico, exibindo todas as suas atividades profissionais e consolidando sua reputação perante o mundo. Confira o Tutorial sobre como preencher seu Registro ORCiD.

De acordo com a própria ORCID,

  • Registrar-se para o seu ORCID significa que você tem um identificador gratuito, único e persistente que desambigua você e seu trabalho.
  • Usar seu ID torna a vida mais fácil para você e para as instituições e organizações com as quais você se conecta ao longo de sua carreira de pesquisa.

Você desfrutará destes benefícios com seu ID da ORCID:

  • Você será diferenciado de todos os outros pesquisadores, até mesmo de pesquisadores que compartilham o mesmo nome,
  • Seus resultados e atividades de pesquisa serão atribuídos corretamente a você,
  • Suas contribuições e afiliações serão conectadas a você de maneira confiável e fácil,
  • Você economizará tempo ao preencher formulários, (deixando mais tempo para pesquisas!),
  • Você desfrutará de maior descoberta e reconhecimento,
  • Você poderá conectar seu registro a um número crescente de instituições, financiadores e editoras,
  • Seu registro ORCID é seu, gratuitamente, para sempre.

Benefícios para as Universidade de Pesquisa

A pesquisa é conduzida e comunicada em organizações como universidades e institutos de pesquisa, laboratórios governamentais e comerciais e outras instituições. Globalmente, essas instituições empregam e ensinam milhões de pessoas envolvidas em pesquisa, ensino e atividades inovadoras. As universidades gerenciam informações de pesquisa em muitos sistemas diferentes. Isso dificulta o acompanhamento das atividades e resultados de seus pesquisadores em suas próprias instituições. E é ainda mais desafiador quando se leva em conta as diversas solicitações de subsídios, envio de manuscritos, perfil de pesquisa e outros sistemas com os quais interagem fora da sua instituição.

O registro ORCiD é uma parte vital do kit de ferramentas que as universidades e seus pesquisadores podem usar para tornar essa visão uma realidade. Os ORCID iDs podem distinguir e identificar inequivocamente seus pesquisadores e, por meio de APIs e integrações, podem melhorar significativamente o fluxo de informações de pesquisa dentro e entre organizações em todas as etapas do ciclo de vida da pesquisa, desde o pedido de concessão de financiamento e publicação até os relatórios de gerenciamento de informações de pesquisa [1].

Além de seu uso como um identificador persistente para os pesquisadores das Universidades, o registro ORCiD pode ajudar a controlar e padronizar como o nome da instituição é usado nos sistemas de pesquisa e nas próprias revistas e editoras científicas e acadêmicas. Em combinação com outros identificadores persistentes, o ORCiD permite que você afirme com autoridade sua equipe, corpo docente e afiliações de estudantes com sua instituição. É possível também usar APIs da ORCID para receber notificações em tempo real sobre as atividades de pesquisa, atualizar automaticamente os formulários e seguir as carreiras de seus ex-alunos (Alumnis) [1].

A organização ORCID oferece uma gama de recursos para apoiar as instituições de pesquisa no uso de IDs, incluindo orientação de melhores práticas e articulação clara dos benefícios potenciais em todas as etapas, além de informações técnicas.

Benefícios e desafios para a Universidade de São Paulo – USP

A Universidade de São Paulo é oficialmente membro da ORCID desde o final de 2016 e a afiliação à ORCID permite à USP AUTENTICAR, VALIDAR E ATUALIZAR automaticamente informações e dados corporativos públicos de sua comunidade, tais como Vínculo Empregatício, Diplomas e Graus de Formação, Prêmios, Bolsas e mesmo Publicações. Isso porque a Universidade de São Paulo – USP, como membro da Organização ORCID, tem a prerrogativa de realizar essas atualizações e validações nos ORCID iDs de todos os integrantes de sua comunidade (estudantes, docentes e servidores técnico-administrativos), desde que eles estejam vinculados ao Nº USP.

Para tornar isso possível, basta vincular seu Nº USP ao seu N° ORCiD por meio do link: http://www.usp.br/orcid. Uma vez vinculado a partir de seu N° USP e senha única, o usuário pode sempre retornar ao link para acessar seu registro, sem precisar lembrar-se de seu Nº e senha ORCiD. Confira o Tutorial de vinculação de seu nº ORCiD ao seu nº USP.

A iniciativa de afiliação à ORCID partiu da Agência USP de Gestão da Informação Acadêmica (Aguia), que incorporou as atividades do Sistema Integrado de Bibliotecas (SIBiUSP) em agosto de 2019, tendo sido referendada e renovada pela Reitoria da universidade desde então. A intenção foi e continua a ser promover o alinhamento da USP às tendências internacionais de identificação autoral e institucional no âmbito da comunicação acadêmica (scholarly communication).

A mensagem da Pró-Reitoria de Pesquisa (PRP) enviada no final do mês de outubro de 2017 a docentes e estudantes de pós-graduação deu início à Campanha de adoção do ORCiD na USP. Uma semana depois, já contabilizávamos 2.939 registros ORCiD associados e coletados na USP.

Desde então, diversos Workshops e Webinars foram promovidos, além de matérias e tutoriais têm sido publicados e distribuídos à comunidade. Adicionalmente, a lista atualizada de Nºs ORCiDs vinculados aos Nºs USP é enviada periodicamente a todas as unidades, institutos, centros e às equipes das bibliotecas, que atuam como difusoras e apoiadoras junto à comunidade local. O objetivo é que todos os pesquisadores (docentes, pós-doutorandos, discentes de pós-graduação e graduação e funcionários) da Universidade de São Paulo tenham seu Nº ORCiD vinculado ao seu Nº USP, preenchendo suas informações e integrando seu registro a outras entidades. O Gráfico a seguir demonstra a crescente adoção do identificador ORCiD pelos pesquisadores da universidade no decorrer dos anos, em âmbito mundial e em termos de registros vinculados à universidade.

O Gráfico referente aos ORCiDs de pesquisadores vinculados à USP no período de março de 2017 a 01 de junho de 2021 são apresentados a seguir por Categoria.

Apesar de todos os avanços, alguns desafios precisam ser vencidos. Hoje, há distintas instâncias nas quais o pesquisador necessita hoje informar seu Nº ORCiD: a) Registro ORCiD mundial http://www.orcid.org; b) Informação do ORCiD no DataUSP – weR_USP: https://uspdigital.usp.br/datausp c) Registro do nº USP vinculado ao nº ORCiD mantido pela Aguia: http://www.usp.br/orcid d) Informação do ORCiD no Janus – Pós-Graduação: https://uspdigital.usp.br/janus e) Para candidatar-se a bolsas de iniciação científica (PIBIC por exemplo) e outros processos, é necessário atualizar o Data_USP: https://uspdigital.usp.br/datausp

Como o registro ORCiD integra distintas facetas e atividades do pesquisador, bem como envolve diferentes órgãos na universidade, precisa estar igualmente integrado aos sistemas USP de modo unívoco.

A coleta e conexão (via API) dos conteúdos dos registros ORCiD permitirá que distintos setores da USP validem informações constantes dos registros ORCiD tais como Formação (Setor de Diploma), Emprego (DRH USP), Financiamentos USP (PRP), Trabalhos (se estiverem no Repositório da Produção USP (ReP)), aparecerá a USP como Fonte certificadora, de modo integrado ao sistema de dados corporativos mantido pela Superintendência de Tecnologia da Informação (STI). Ou seja, no registro ORCiD onde constava a Fonte: o autor, constará: Fonte: Universidade de São Paulo. 

Este é o maior desafio pois exige um trabalho colaborativo entre diferentes órgãos da instituição para unificar, na própria universidade, o desenvolvimento técnico e consolidar o uso do ORCiD vinculado ao Nº USP, internalizando-o na USP, com a intenção de adotar o ORCiD como identificador digital internacional validado de seus contribuidores.

Contate sua Biblioteca ou a Coordenadoria da Agência USP de Gestão da Informação Acadêmica (AGUIA) para saber mais ou solicitar treinamentos e apresentações sobre o ORCiD na USP.

== Referência ==

ORCID for research organizations. Disponível em: https://orcid.org/organizations/research-orgs Acesso em: 20 maio 2021.

Matéria extraída do site AGUIA USP: https://www.aguia.usp.br/noticias/registro-orcid-2021/?fbclid=IwAR3FmIQtFoFNyjcoQPoGLsXanlPcLTz6oDV2adifkYjo4mgtet2Ay1ARj50

Treinamento online ProQuest One Business

Veja também a postagem sobre o anúncio do período trial do Proquest One Business para a comunidade USP: https://bibliotecafea.com/2021/06/28/trial-da-solucao-proquest-one-business/

Trial da solução ProQuest One Business

Projetada para ajudar pesquisadores de negócios a equilibrar o aprendizado teórico e prático e adquirir as habilidades de pesquisa que os tornarão bem-sucedidos em seus cursos e carreiras, a ProQuest One Business é uma biblioteca de negócios completa contendo milhões de itens de texto completo em periódicos acadêmicos e populares, jornais, relatórios de pesquisa de mercado, dissertações, livros, vídeos e muito mais.

Link para trial: https://trials.proquest.com/access?token=tagRbnVLJKbdTmfkAoIaFgvvC   

IMPORTANTE:

O acesso deverá ser feito após ativação da conexão via VPN. Veja como fazê-lo aqui: https://www.aguia.usp.br/portfolio/servicos/conexao-remota/