Conservação e preservação do acervo – uma preocupação constante

As políticas de preservação e conservação de acervo são importantes  para manutenção de uma Biblioteca ativa e completa. O acervo físico está sujeito, diariamente, a agressões de agentes que podem danificá-lo. Desde a manipulação dos itens até sua exposição ao calor, à umidade ou a luminosidade excessivas, tudo pode contribuir para a deterioração do material e, consequentemente, sua retirada da coleção para restauro ou até o seu descarte. São muitas as técnicas empregadas para a restauração dos livros condenados por desgaste, porém todas custam caro e apesar da destinação de verbas anuais para essa finalidade, os recursos disponíveis não são capazes de cobrir toda a necessidade de restauração de um acervo do porte da Biblioteca FEA. Além disso, um livro enviado para encadernação externa pode demorar meses para retornar à estante, provocando uma indisponibilidade indesejada no acervo.

Oficina de Encadernação e Pequenos Reparos
Oficina de Encadernação e Pequenos Reparos

Entendendo que é melhor preservar do que recuperar, a Biblioteca FEA vem investindo em uma política de preservação e conservação que prolongue a vida útil de cada item. Esse projeto começou com a implantação da “Oficina de Encadernação e Pequenos Reparos” que conta com a funcionária Márcia Gomes Novo de Martin, especialmente treinada em vários cursos de encadernação e restauro de papel, incumbida de realizar a colagem de capas e lombadas, costuras, reposição de páginas etc, respeitando as técnicas específicas para cada caso, antes que os prejuízos impliquem na necessidade de uma maior intervenção. Em apenas alguns meses de funcionamento já é possível constatar a diferença que o trabalho desenvolvido trouxe para a nossa realidade, um socorro eficiente que devolve o livro para a circulação em menos tempo e com menor custo. A poeira, outro inimigo natural dos livros, também é uma preocupação. Para realizar a higienização do acervo contamos com o trabalho temporário da Luana Silva Rosa que, periodicamente, retira os livros das estantes, limpando item por item, diminuindo a possibilidade de infestação de insetos e  fungos.

O bom estado do acervo depende da ação conjunta de todos, alguns cuidados básicos contribuirão para prolongar sua vida útil, preservando assim, não só a informação, mas, sobretudo, a estrutura física das obras: – Tenha as mãos limpas ao manusear os livros, resíduos danificam o papel; – Mantenha alimentos e bebidas longe dos livros; – Não faça anotações, não grife e nem apoie os braços nos livros; – Não utilize clips como marcador de página; – Não cole fitas adesivas, nem coloque elástico para segurar páginas soltas.

Bom uso da Biblioteca

O projeto de reforma da biblioteca permitiu que fosse elaborado um estudo de melhor aproveitamento do espaço destinado aos estudos e pesquisas. Hoje temos salas idealizadas para diversos tipos de necessidades, tudo pensado para melhor acomodar nossos usuários.

Podemos sentir o retorno de todo esse investimento quando observamos os níveis intensos de ocupação diária da Biblioteca, inclusive de alunos de outras unidades da USP e até externos a ela.

Porém, foi constatado recentemente, o mau uso do espaço físico da Biblioteca por parte de alguns usuários, como por exemplo, utilização de assento de cadeira como apoio para os pés, tampo de mesa usado como bloco de rascunho, as aberturas para tomadas nas bancadas dos computadores usadas como lixeira, falta de cuidado no momento de abrirem as cortinas, entrada de alimentos, entre outros.

Para que nosso objetivo em transformar o ambiente, no mais agradável possível, seja plenamente alcançado é preciso o comprometimento de todos os envolvidos na ocupação desse espaço, sempre lembrando que ele é de uso comum e que atitudes positivas vão contribuir para manter a Biblioteca em bom estado de conservação.

Este slideshow necessita de JavaScript.